Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano /

Compartilhamento do Rio Paraná é suspenso temporariamente pelo Brasil e Paraguai

A Marinha do Brasil emitiu uma nota para a imprensa na noite de quinta-feira (07), informando que em acordo com o Paraguai, suspenderam temporariamente o compartilhamento do Rio Paraná.

A medida tem como objetivo restringir a travessia ilegal pelo rio e ter um controle maior da entrada de estrangeiros nos dois países, visando combater o avanço do coronavírus. A decisão foi tomada entre a Marinha brasileira e paraguaia.

No comunicado, a Marinha do Brasil orienta pescadores e quem utilizar barcos nesse período, para ficar próximo a margem brasileira e não correr o risco de ter a embarcação apreendida no lado paraguaio do Rio Paraná. Caso que já foi registrado nesta semana.

Veja o comunicado:

A Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Capitania Fluvial do Rio Paraná (CFRP), recomenda à toda comunidade fluvial que, durante a navegação no rio Paraná e no lago de Itaipu, mantenham-se nas proximidades da margem brasileira, onde a MB possui a competência para garantir a navegação, tendo em vista que, em virtude da pandemia do COVID-19, a navegação foi proibida pelo governo do Paraguai em sua porção do rio.

O assunto foi acordado pela CFRP junto à Armada do Paraguai em Ciudad del Este, ficando suspenso o compartilhamento do Rio Paraná nesse período e, consequentemente, a aproximação à margem daquele país deve ser evitada, caso contrário o condutor e sua embarcação estarão sujeitos à sua legislação, sob o risco de apreensão e extradição.

Com informação Portal da Cidade Foz
TOPO