Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Covid-19: Ponta Grossa tem novas medidas para comércio e bares

A Prefeitura de Ponta Grossa mantém restrições para o funcionamento de diversos setores na cidade, como medida de combate e prevenção a covid-19. Em decreto publicado nesta sexta-feira (31), a administração municipal estabelece medidas válidas por sete dias, deixando o Município novamente em bandeira amarela. Entretanto, as determinações podem ser revistas a qualquer momento, conforme a evolução dos casos e comprometimento da população em geral no respeito às restrições.

Conforme o decreto 17.576, fica autorizada a retomada do funcionamento do comércio de rua de segunda à sábado, mas cumprindo escala de horário conforme o segmento, sem autorização para funcionamento fora da escala. Bares e lanchonetes podem continuar funcionando, mas agora precisam protocolar um plano individual de funcionamento no Ginásio Oscar Pereira, indicando horários de atendimento, quantidade de pessoas a serem atendidas, formas de higienização, croqui das mesas e outras adequações às normas de saúde e prevenção à covid-19. Shoppings e galerias voltam a funcionar das 12h às 20h, sendo mantidas as demais determinações de prevenção nos locais.

As novas determinações passam a valer dia 03 de agosto, após um período de sete dias com restrições mais rígidas, sob o regime da bandeira laranja. Durante este período, a taxa de isolamento foi de 40% em média, superior à média de 37% nos dias anteriores. O número total de casos do município tem sido atualizado diariamente, inclusive com o resultado de exames de demanda reprimida no Lacen por pelo menos sete dias, o que tem contribuído para o número diário de novas confirmações, mesmo que muitas ocorram após a recuperação do paciente.

Além destes dados, o Comitê de Emergência também avalia a taxa de ocupação dos leitos covid-19, que conta hoje com 15 pacientes na UTI e oito em leito clínico, exclusivamente de Ponta Grossa. Como a regulação de leitos é realizada pelo Governo do Estado, não considerando apenas os disponibilizados no Hospital Universitário Regional de Ponta Grossa, mas sim todo a macrorregião, pacientes de outros municípios podem ser deslocados para hospitais de outras regiões, caso haja saturação e necessidade por parte de Ponta Grossa.

Todas as medidas são tomadas com análise diária da situação no Município, considerando ainda as recomendações do Ministério Público, buscando sempre as melhores alternativas para os segmentos empresariais e a manutenção da economia, mas tendo a prevenção a covid-19 como prioridade. Os demais setores não mencionados no decreto de hoje podem manter seu funcionamento conforme últimas determinações relacionadas.

Com informação da Catve

TOPO