Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Em poucos meses de atividades, catadoras comemoram aumento no faturamento em Pato Bragado

Em apenas quatro meses de trabalhos na Unidade de Valorização de Recicláveis (UVR), nova sede da Associação Bragadense de Catadoras (ABC), as sócias estão conseguindo o aumento gradativo da renda mensal. Elas têm razões para comemorar essa conquista, já que conseguiram dobrar o faturamento, que no início das atividades era de cerca de meio salário mínimo.

O grupo composto apenas de mulheres, iniciou as atividades sem experiência, mas com muita vontade, determinação e apoio técnico especializado, disponibilizado por meio de parceria do governo municipal, por intermédio da Secretaria de Agricultura e Itaipu Binacional. É essa junção de esforços e conhecimento, que garante, diretamente, maior renda.


A receita da venda dos materiais recicláveis é, atualmente, a única fonte de renda, por intermédio do Programa Lixo Bom, desenvolvido pela administração municipal. Os resíduos recicláveis da coleta seletiva são recolhidos às quartas-feiras, nas residências do município, como também de forma quinzenal, nos Pontos de Entregas Voluntárias (PEVs) de cada associação de moradores das linhas do interior e parque de exposições. Os materiais recicláveis são doados à ABC que então realiza a triagem, enfardamento e comercialização, transformando “lixo” em receita para os trabalhadores.


O processo de rateio da receita bruta das vendas dos materiais também é transparente, amparado por assessoria contábil e dividido igualmente pelos dias trabalhados de cada associada.


No mês de junho, a arrecadação da ABC chegou próximo a 15 toneladas. Contudo, calcula-se que no município de Pato Bragado são geradas mais de 30 toneladas de resíduos recicláveis por mês.


A intenção é seguir os trabalhos, com metas progressivas de crescimento. Para isso, a colaboração da população para a correta segregação dos resíduos dentro das residências e comércios, e na disposição nos dias corretos para a coleta seletiva é fundamental. Desta forma, todos contribuem com a geração de emprego e renda local, e com o meio ambiente.

TOPO