Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Médico de 34 anos que atuava no Samu falece em decorrência de Covid-19

O Conselho Regional de Medicina do Paraná registra com pesar o falecimento do médico Marcos Petyk Sereja (CRM-PR 33.462), de 34 anos, ocorrida na noite de quarta-feira (02/09) no Hospital do Rocio, em Campo Largo, Grande Curitiba.

O médico, com atuação no Samu de Guaratuba, estava internado há três semanas em decorrência de complicações da Covid-19. É o 10º médico que morre no Paraná entre os 616 que tiveram contaminação confirmada pelo novo coronavírus. Ao todo, foram 46.813 notificações entre os profissionais de saúde no Paraná, com 6.879 confirmados. De acordo com o último boletim da Sesa, 56 profissionais de saúde já faleceram.

Natural de Paranavaí, Noroeste paranaense, Marcos Sereja formou-se em Medicina pela Fundação H. A. Barceló, Argentina, tendo obtido a revalidação de seu diploma em 2011 pela Universidade Federal da Paraíba. Estava desde 2014 atuando no litoral paranaense, tendo prestado serviços em unidades de saúde e serviços emergenciais.

Sua morte gerou grande repercussão na cidade litorânea, que no final de agosto já tinha decretado luto oficial de três dias ao registrar mais de uma dezena de mortes pela Covid-19. O médico era casado desde 2017 com Carolina Dalla Marta. As condolências da classe médica aos familiares e amigos.

Nas redes sociais, houve dezenas de manifestações de solidariedade e lamento pela morte do jovem médico. “Não consigo acreditar que você se foi meu amigo. Está doendo muito. Sua passagem aqui na terra deixou um lindo legado. Descanse em paz Marcos Sereja. Deus te receba de braços abertos”, postou uma amiga, enquanto uma amiga falou com carinho sobre ele. “Sabe doutor Marcos Sereja, eu sempre fui tão grata a você. Sabe que nunca haveria dinheiro no mundo para pagar o seu empenho em me deixar viva. Orei tanto por sua recuperação, mas acho que Deus recolheu seu anjo, como sempre achei que você era. Um mensageiro de Deus para salvar vidas“.

Um familiar registrou: :”Notícia muito triste para toda a família e amigos. Infelizmente continuamos a perder para esse vírus, que muitos subestimam! Vai com Deus primo, com certeza foi um grande médico, filho e pai”. Uma colega de trabalho postou: “Hojej o dia amanheceu mais triste com a sua partida. Você cumpriu sua missão aqui na terra e com muito amor. Eu gostava muito de trabalhar com o Senhor. Que Deus te receba em um bom lugar; até um dia meu amigo. Hoje estou muito triste.”

Outra colega de trabalho e paciente lembrou a convivência: “Marcos Sereja atuou um período como médico credenciado no SAMU, tanto na central de regulação como na intervenção na mesma e durante operação verão na alfa. Como diz este post, suas risadas eram fantásticas, eram super altas e esporádicas; a gente dava risada junto isso quando não tomava um susto. Também foi meu médico na época que era da unidade básica do Figueira, em Guaratuba. Sempre atendeu a mim e minha mãe com carinho e profissionalismo.

Descanse em paz Marcos. Minhas condolências à família.Ainda na tarde desta quinta-feira (3) ser;a feita uma homenagem “ao nosso guerreiro”, como registrou outra amiga, que destacou terem sido já perdidas 15 vidas na cidade. Ela complementou: “Um guerreiro em vida, que salvou tantas outras! Um guerreiro que lutou bravamente quase um mês por sua vida, e não conseguiu”.Será feita uma carreata com saída às 16h da Secretaria de Saúde (em frente ao restaurante Só Alegria). Guaratuba tem até o momento 527 casos confirmados e 158 sob investigação. As mortes até quarta, em caráter oficial, somavam 13 pela Covid.

Estatísticas

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde na tarde de quarta-feira (2), o Paraná teve, nas últimas horas, 54 mortes e 2.022 casos confirmados. Assim, o total de casos confirmados no Estado chega a 134.162. O de mortes chega a 3.360. Entre os profissionais de saúde que faleceram nos últimos dias em Curitiba está o farmacêutico Fernando Luiz Paglia de Mello, de 42 anos. Ele faleceu na segunda-feira (31) devido a complicações da doença. Estava internado em hospital da capital. O Conselho Regional de Farmácia emitiu nota de pesar.

Entre os nove médicos que faleceram antes no Paraná estão o Prof. Dr. Vicente Lúcio Viana Lopes (CRM-PR 1.751), que tinha 79 anos e 56 de formação médica; e o neurocirurgião Lucas Pires Augusto (CRM-PR 31.651), de 32 anos. O Dr. Vicente faleceu em hospital de Curitiba no dia 11 de agosto, e o Dr. Lucas, casado com uma médica, faleceu no dia 8 de agosto, no interior do Estado.

TOPO