Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Nenhum município do Paraná tem taxa ideal de isolamento social; conheça as cidades mais e menos isoladas

Dados da In Loco repassados ao Bem Paraná mostram que o índice de isolamento social no Paraná voltou a crescer na quarta (06 de maio). Em todo o estado, 41% das pessoas estavam respeitando as medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus. Um dia antes, o porcentual era de 39%.

O mapa do isolamento social, disponível também ao público no site da In Loco, é atualizado diariamente com informações do dia anterior.

Quanto maior o número, maior o isolamento social, que é medido pela integração de uma API em aplicativos de parceiros, que contam com mais de 60 milhões de dispositivos cadastrados.

Se começarmos o texto pela boa notícia, que foi o aumento do índice de isolamento social no estado (ainda que um aumento tímido), agora é hora do lado preocupante dos dados.

É que nenhuma das 399 cidades paranaenses, ainda conforme a In Loco,  atingiu ontem o índice que seria considerado ideal de isolamento social.

Para controlar a disseminação da COVID-19, o ideal é um índice de isolamento social de 70%. É, por exemplo, esse índice que o estado de São Paulo, até aqui um dos mais impactados pela crise em saúde pública, vem buscando alcançar.

No Paraná, contudo, o município que chegava mais próximo disso na última quarta-feira era Ariranha do Ivaí, com 66,7% de isolamento social. O município, localizado na região metropolitana de Apucarana, no norte do Paraná, tem 2,1 mil habitantes e não registrou até aqui qualquer caso de Covid-19.

Na outra ponta, o município de Fênix, que possui 4,8 mil habitantes e também fica no norte do estado, próximo de Campo Mourão, apresenta o menor índice de isolamento social, com 22,92%. Ainda não há, no entanto, casos confirmados do novo coronavírus na cidade.

Curitiba também registra aumento do isolamento

Em Curitiba, capital do Paraná, o índice de isolamento social chegou a 44% na quarta-feira, dois pontos porcentuais acima do que se havia registrado no dia anterior.

Foi o melhor índice de isolamento social desta semana e um dos melhores dos últimos tempos, se desconsiderados feriados e finais de semana (sábado e domingo), datas em que o índice de isolamento social costuma aumentar naturalmente.

Ontem, em entrevista à CNN, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (DEM), descartou a adoção de um “lockdown” contra o coronavírus, mas defendeu as medidas de isolamento social criticadas pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Eu compartilho a angústia do presidente da República com a possiblidade de colapso econômico da sociedade brasileira. Mas eu lembro que os empregos só serão necessários se a gente estiver vivo. A vida vem antes do emprego. É muito importante haver medidas de contenção social agora”, afirmou Greca.

“Eu não trabalhei com lockdown em nenhum momento. Eu trabalhei com isolamento social com responsabilidade. 80% da população me obedeceu. Agora estão meio cansados. Ontem 20 mil idosos andaram de ônibus. Fiquei furioso com eles. Esse vírus mata. Fiquem em casa”, pediu o prefeito, em entrevista ao lado do prefeito de Belém (PA), Zenaldo Coutinho (PSDB), que decretou lockdown na cidade.

Abaixo, confira as 10 cidades com maior índice de isolamento social no Paraná e as 10 que possuem o menor índice

Os 10 município que mais respeitam o isolamento social
(dados do dia 06 de maio de 2020, fornecidos pela In Loco)

Ariranha do Ivaí: 67%
Boa Esperança do Iguaçu: 63%
São Pedro do Paraná: 59%
Guaraqueçaba: 58%
Boa Vista da Aparecida: 57%
Porto Barreiro: 57%
Fernandes Pinheiro: 56%
Cafeara: 55%
Paula Freitas: 55%
Serranópolis do Iguaçu: 55%

Os 10 município que menos respeitam o isolamento social
(dados do dia 06 de maio de 2020, fornecidos pela In Loco)

Fênix: 23%
Altamira do Paraná:24%
Santa Mônica: 24%
Santo Antônio do Caiuá: 24%
Goioxim: 25%
São Jorge do Ivaí: 25%
Pitangueiras: 26%
Mato Rico: 27%
Califórnia: 28%
Lobato: 28%

Informações do Bem Paraná e CGN

TOPO