Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Paraná deseja aplicar vacinas da Covid-19 um mês antes dos demais estados

O secretário-chefe da Casa Civil, Guto Silva, em entrevista ao Jornal da CATVE falou sobre o futuro e o que o Estado do Paraná pretende realizar nessa retomada da economia para tentar amenizar os prejuízos causados pela pandemia da Covid-19, falou também sobre agricultura, vacina da Covid-19, investimentos em obras e duplicação de estradas.

O secretário, em reunião com empresários da ACIC, revela que foi apresentado aquilo que é prioridade na região. “Tem muita gente sofrendo, sem renda, sem emprego e a pandemia tem se alongado muito. O nosso objetivo é estimular para que a economia volte a girar”, descreve.

Questionado sobre a preocupação econômica, o secretário afirma que o foco do Governo do Estado está voltado ao micro e pequeno empresário, que é o mais atingido no momento, porém encontra a dificuldades em conseguir recursos com bancos privados. “A agricultura vem de safra cheia e este setor movimenta a economia do Paraná. A indústria, bem ou mal, continuou trabalhando nesse período de pandemia. Agora o comércio, o varejista, aquele que emprega uma ou duas pessoas fechou o comércio e precisa de ajuda. Precisa de crédito e de dinheiro para conseguir voltar as atividades”.

Ao longo da conversa, o secretário revela que o ano de 2020 trouxe vários problemas ao Paraná, sofre com a pandemia mundial prejudicando a economia no geral, afetando do micro ao grande empresário e isso acarreta em baixa arrecadação de impostos, redução de contratação, demissões em massa, empresas fechando às portas, com déficit chegando a R$1,5 bilhão na arrecadação.

O estado também sofre uma das piores crises hídricas de toda a história, com falta de água em todas as regiões em decorrência da seca extrema. “Mesmo com tudo isso temos que deixar os hospitais funcionando, temos que deixar a segurança pública atenta – pois a criminalidade sobe quando cresce o desemprego, então precisamos ter esse olhar para o todo”. O secretário ainda argumenta que na questão da economia, neste processo de saída da pandemia, a população está assustada preocupada com o futuro – “incerto ainda”, mas há, segundo Guto Silva, esperança com o eixo das obras públicas, agricultura fazer a economia girar.

COVID-19

O Estado do Paraná assinou o memorando com Rússia para conquistar a vacina da Covid-19. O secretário enaltece o trabalho realizado com apoio do Governo Federal – já que tudo que envolve saúde pública é relacionado ao Ministério da Saúde, e destaca que se o Paraná conseguir vacinar 20 ou 30 antes do que está previsto, conseguira salvar muitas vidas. “O governador pediu para gente montar esse comitê com Oxford, com os Chineses e com Rússia, com governo Federal, com todos respectivamente, pois ainda não sabemos qual deve ser a primeira autorizada aqui no Brasil e queremos estar preparados”.

Com informação da  Catve.com
TOPO