Dengue Pato
Bike Refran
Maquininhas
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Campanha Dengue
Banner Yamaha
FarmaVidda
Esportes

No Maracanã, Fluminense leva empate do Atlético-MG no final e segue pressionado

O Fluminense esteve perto de dar um importante passo na luta contra o rebaixamento à Série B neste sábado (16), mas não conseguiu segurar a vantagem no jogo e empatou por 1 a 1 contra o Atlético-MG no Maracanã, em duelo da 33.ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O empate tira momentaneamente o Fluminense da zona de rebaixamento. Agora, o time carioca está no 16.º lugar, com os mesmos 35 pontos que o Cruzeiro, que caiu para o 17.º posto, na frente por ter mais vitórias (9 a 7). Entretanto, o rival mineiro ainda joga na rodada e pode devolver os cariocas à zona do descenso.

O resultado é melhor para o Atlético-MG em razão da circunstância, já que o time mineiro perdia até os 44 minutos, e também em termos de pontuação, uma vez que o ponto somado deixa a equipe com 41, na 12.ª colocação, mais perto de evitar o rebaixamento.

O Fluminense foi superior ao Atlético-MG no primeiro tempo, especialmente na primeira parte da etapa inicial, mas abriu mão de jogar na etapa final e foi castigado. Nos primeiros minutos, a equipe carioca exerceu uma pressão no rival mineiro e viu a sua estratégia dar resultado aos 15, quando Patric marcou contra.

O gol não foi fruto de um lance fortuito, mas sim de uma construção coletiva. Paulo Henrique Ganso tocou para Yuri, que avançou e lançou para Yony González na direita. O atacante colombiano finalizou, a bola desviou no goleiro Cleiton e Patric, pressionado por Marcos Paulo, jogou contra o próprio gol.

O Fluminense só não abriu o placar ainda mais cedo, aos três minutos, porque Cleiton fez linda defesa no cabeceio de Gilberto. Rápido e insinuante, Yony González também teve chances para ampliar na primeira etapa, mas não o fez.

Nos últimos 45 minutos, a equipe treinada por Marcão se retraiu demais e abriu mão de atacar. O Atlético-MG, naturalmente, foi ao ataque em busca do empate e, mesmo sem ter uma grande performance, conseguiu ter êxito e castigou o rival com um gol aos 44 minutos.

No lance, o atacante argentino Franco Di Santo, completamente livre, recebeu dentro da área e bateu cruzado, sem chances para o jovem goleiro Marcos Felipe. No final, os erros das frágeis defesas – cada uma levou 44 gols no torneio – foram determinantes para o resultado.

FICHA TÉCNICA

FLUMINENSE 1 x 1 ATLÉTICO-MG

FLUMINENSE – Marcos Felipe; Gilberto, Nino, Digão e Orinho (Igor Julião); Allan, Yuri Lima, Daniel e Paulo Henrique Ganso (Dodi); Marcos Paulo e Yony González (Wellington Nem). Técnico: Marcão.

ATLÉTICO-MG – Cleiton; Patric (Geuvânio), Igor Rabello, Réver e Fábio Santos; José Welison, Jair (Vinícius), Luan, Bruninho (Cazares) e Marquinhos; Di Santo. Técnico: Vagner Mancini.

GOLS – Patric (contra), aos 15 minutos do primeiro tempo; Di Santo, aos 44 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Marcos Felipe, Digão (Fluminense); Réver, Igor Rabello e Jair (Atlético-MG).

ÁRBITRO – Leandro Pedro Vuaden (RS).

RENDA – 478.110,00.

PÚBLICO – 23.168 pagantes (24.405 no total).

LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

Com informação da Agência Estadão

TOPO