Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Acusado de estuprar mulher em loja de Joinville cometeu crime sexual há 44 anos

Acusado de ter estuprado uma mulher em uma loja no Centro de Joinville, no Norte do estado, o homem de 70 anos que está preso cometeu um crime de abuso sexual há 44 anos.

Segundo a titular da Delegacia de Proteção a Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (Dpcami), Cláudia Lopes Gonzaga, o suspeito tem um histórico de condenações e acusações envolvendo estupros.

A Polícia Civil de Joinville encontrou uma reportagem de 1976, publicada no jornal “Diário do Paraná”. Nela, um homem com o mesmo nome teria se passado por um falso ginecologista para abusar de mulheres.

A matéria diz que o homem, na época com 23 anos, entrou em um prédio em Curitiba para realizar exames ginecológicos. No primeiro apartamento, a vítima era uma jovem de 18 anos. Ela chegou a entrar no banho para se preparar para o exame, mas após contar para a dona da casa, foi impedida de realizá-lo.

Ainda no mesmo prédio, ele foi a outro apartamento e disse a um garoto que o dono da casa pediu para realizar um exame na esposa. O homem entrou na casa, porém, após a chegada do filho mais velho, foi novamente impedido de fazer o exame. Segundo o Diário do Paraná, o rapaz ligou para o pai, que deteve o falso ginecologista.

A polícia foi chamada e o suspeito foi levado à delegacia. Ele negou que tentava fazer uma aproximação sexual. Também, chegou a afirmar que tinha um encontro marcado com a garota de 18 anos.

A notícia é encerrada afirmando que o acusado poderia ser indiciado por exercício ilegal da medicina e tentativa de estupro. Segundo informações da Polícia Militar de Joinville, ele tem passagens por estupro em Blumenau e Curitiba.

Com informação e foto O município e CGN

TOPO