Setembro
Núcleo 09
Agosto Azul
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Investigado por homicídio afirma ter jogado vaso sanitário na cabeça de jovem

O jovem de 25 anos investigado por crime de feminicídio em Cascavel confessou ter matado a companheira, Silvia Caroline França.

A vítima e a filha de nove meses foram encontradas mortas em uma quitinete na Avenida Carlos Gomes, na quarta-feira (11).

O rapaz investigado disse à equipe da Delegacia de Homicídios que arremessou um vaso sanitário em direção à cabeça da jovem.

Segundo investigação da DH, a vítima apresentava um corte bastante expressivo na região da jugular.

O investigado disse ainda ter escrito a carta encontrada no local dos fatos.

De acordo com a Delegacia de Homicídios, com a conversão da prisão em flagrante em preventiva, há dez dias da data da prisão para que o inquérito policial seja remetido ao Poder Judiciário.

Sobre o crime

Silvia foi encontrada caída no banheiro da quitinete, aos fundos de um restaurante. Ela tinha vários cortes perfurantes no corpo. O vaso sanitário estava quebrado e com marcas de sangue. Uma faca de cortar carne também foi encontrada ao lado do corpo da vítima.

A bebê, que não era filha do acusado do crime, estava morta no quarto dentro do berço. Laudos do IML (Instituto Médico-Legal) não encontraram marcas de ferimentos na menina. Tudo que foi coletado será encaminhado para análise em Curitiba para confirmação das causas da morte da criança.

Com informação da catve

TOPO