Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Polícia Civil divulga retrato falado de suspeito de matar mulher por asfixia em Novo Hamburgo

A Polícia Civil divulgou na quarta-feira (29) o retrato falado do suspeito de matar uma mulher asfixiada com uma mangueira, em Novo Hamburgo, na Região Metropolitana de Porto Alegre. O crime ocorreu no dia 1º de maio e a vítima foi identificada como Kelen Elizandra Teixeira, de 31 anos. O homem, de 38 anos, teve a prisão preventiva decretada e está foragido.

O retrato falado foi feito por um fotógrafo criminalístico do Posto de Criminalística do IGP em Novo Hamburgo. O rosto do suspeito foi reconstruído utilizando o programa de imagens Photoshop, através de uma foto cedida pela Polícia Civil

Conforme a polícia, Kelen e o homem, que era carroceiro, eram usuário de drogas e viviam na rua. Eles mantinham uma relação há três meses. O corpo dela foi encontrado em uma obra abandonada no bairro Liberdade que, segundo a delegada Raquel Machado Peixoto, é um ponto de drogas.

“Eles entram no local e ele saiu sozinho. Ela foi asfixiada com uma mangueira. Era uma construção abandonada, dentro tinha uma peça onde os usuários costumavam usar droga. Um local muito sujo, só sujeira”, afirmou a delegada.

A polícia não acredita que o crime tenha sido premeditado e aguarda o exame toxicológico da vítima. “Foi com uma mangueira que foi encontrada naquele local, então devem ter se acertado na hora pelo programa ou pelas drogas, deviam estar sob efeito de drogas”, informou Raquel.

Conforme a delegada, Kelen foi garota de programa entre 2011 e 2017 e também era atriz pornô. Pelo envolvimento em drogas, foi internada em clínicas de reabilitação, mas não quis permanecer. Em 2019, deixou a casa dos pais e foi morar na rua. Ela tinha uma filha de 14 anos.

“Ela ganhou bastante dinheiro, comprou vários carros, terrenos na praia, mas acabou se envolvendo com cocaína e crack”, disse a delegada.

A polícia solicita que quem tiver informações sobre o homem, pode entrar em contato com a Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) da PC/RS pelo telefone (51) 99220-8288.

Com informação do G1/RS

TOPO