Setembro
Núcleo 09
Dengue Pato
Bike Refran
Maquininhas
Prefeitura de Entre Rios do Oeste
Ortocolchões
Nucleo
Campanha Dengue
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

PRF apreende R$ 25 milhões em cocaína escondida em carga de milho, morador da região foi preso

A Polícia Federal Rodoviária apreendeu na madrugada da quinta-feira (19) uma carga de 232 tabletes de cocaína pura, sem mistura, em um total de cerca de 250 quilos, escondidos em uma carga de milho, em Dourados, no MS. Ao todo, o valor da droga poderia chegar a R$ 25 milhões no mercado internacional de drogas. O destino era o Porto de Santos (SP), de onde seria levada para distribuição na Europa.

A ação ocorreu durante fiscalização de rotina da equipe no Km-7 da BR-463. O caminhão era conduzido por um homem de 40 anos, morador em Cascavel (PR), que não teve a identidade revelada.

Segundo a ocorrência, a cocaína estava escondida no fundo falso da carroceria da carreta que transportava milho a granel com destino a Maringá (PR).

Depois de descarregar o milho, o caminhoneiro pegaria outra carga lícita em Maringá e seguiria até o porto paulista. Ele negou saber da cocaína, mas foi preso e foi autuado em flagrante na Polícia Federal de Dourados.

No fundo falso da carreta com placa de Santa Catarina foram encontrados pelo menos 250 quilos de cocaína. A droga ainda não foi pesada. Levando em conta o valor aproximado de US$ 5 mil dólares para cada quilo no Paraguai, a carga custou pelo menos R$ 6 milhões no país vizinho.

O condutor declarou que não sabia da existência do ilícito no caminhão. Disse também que viajaria até Maringá (PR) para entregar o milho, depois receberia outra carga para viajar até Paranaguá (PR). Pelo serviço de transporte, receberia R$ 2 mil. Ele disse também ser proprietário da carreta desde novembro de 2018, e que trabalha como caminhoneiro desde 2008.

De acordo com o delegado chefe da PRF em Dourados, Waldir Brasil, de janeiro até o momento, foram apreendidos 3.250 quilos de cocaína na região, mais da metade das 6 toneladas interceptadas em todo o Estado. “O grande número se deve principalmente pela atuação das facções criminosas nas regiões de fronteiras do Estado (com Paraguai e Bolívia)”, disse.

Ou seja, até aqui no ano, Mato Grosso do Sul viu 23,1 quilos de cocaína serem apreendidos por dia, na média.

Foi a segunda apreensão de destaque de cocaína na cidade em menos de 24 horas.

Ação conjunta entre PF e PRF apreendeu na tarde de ontem (18), 40,9 quilos de pasta base de cocaína, escondidos em GM Cobalt em Dourados. A droga, avaliada em R$ 800 mil seria levada Brasilândia e o motorista, um marqueteiro de 24 anos, foi preso em flagrante.

OUTRAS APREENSÕES

Nos últimos dias, ações integradas têm sido realizadas em todo o estado para coibir traficantes que tentam atravessar as regiões fronteiriças para comercializar o entorpecente. Só nesta semana, o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) em conjunto com o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) desmantelaram um círculo de traficantes que refinavam e distribuiam cocaína em MS e SP.

Em junho deste ano, o Gaeco também fechou um laboratório de refino de cocaína no Jardim Radialista, em Campo Grande. Na ocasião três pessoas foram presas e 35 quilos de cocaína foram apreendidos.

Com informação do Correio do Estado

TOPO