Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Receita Federal deflagra a Operação Escudo no Paraná e em Santa Catarina

A Operação Escudo soma-se a Fronteira Blindada e a Muralha como mais uma barreira da Receita Federal no combate ao contrabando oriundo das fronteiras.

A operação será permanente, através do desenvolvimento orquestrado de ações de repressão ao contrabando e descaminho em diferentes frentes de atuação, diuturnamente.

A primeira etapa da Operação Escudo acontece simultaneamente nas regiões de Londrina (PR) e de Dionísio Cerqueira (SC) no período de 10 a 14 de agosto e envolve 28 servidores da Receita Federal que atuam na atividade de Vigilância e Repressão Aduaneira.

Foram realizadas ações de repressão em centros de distribuição de remessas postais, transportadoras, comércios locais, bem como rodovias e estradas secundárias, rotas usualmente utilizadas para escoamento de contrabando e descaminho para diversas regiões do país.

Em Londrina, durante fiscalização de remessas postais nos centros de distribuição de remessas postais, foram retidos centenas de mercadorias estrangeiras, sem documentação de importação, principalmente celulares e eletrônicos.

Foi necessário um caminhão para transportar as encomendas retidas pela fiscalização.

Durante fiscalização nas estradas de Londrina e região norte do Paraná, três veículos foram retidos transportando celulares em fundos falsos. Foram fiscalizados dezenas de veículos nas estradas e pedágios utilizados como rota para o descaminho e contrabando.

Em Maringá (PR) foram fiscalizadas transportadoras. Durante os procedimentos de fiscalização foram retidas dezenas de caixas com mercadorias contrafeitas (principalmente vestuário), mercadorias descaminhadas (como celulares) e até produtos para falsificação de tonners (caixas, embalagens e manuais impressos com logotipo de marcas famosas).

Em Dionísio Cerqueira foram realizadas operações de fiscalização nas estradas , transportadoras e correios. Dezenas de veículos foram abordados. Nas transportadoras e centro de remessas postais foram retidos 150 pacotes e caixas, contendo principalmente celulares e vinhos, num valor estimado em R$ 100 mil.

TOPO