Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Policial

Vereador que matou empresário em Ivaí vai a júri popular

O Juiz da Vara Criminal da Comarca de Imbituva, Matheus Ramos Moura, proferiu sentença para que o ex Vereador da Cidade de Ivaí, Luisir Lobacz (conhecido como Kiko), acusado da morte do empresário Everaldo Manfron seja julgado pelo Tribunal do Júri. O ex-parlamentar, que teve o mandato cassado pela Câmara da cidade, será julgado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado e receptação.

Lobacz foi denunciado pelo Ministério Público por ter entrado armado nas dependências do Mercado Manfron, na Cidade de Ivaí, e ter desferido diversas facadas contra a vítima – o crime aconteceu em janeiro. Everaldo chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Universitário (HU-UEPG), mas não resistiu e morreu.

Consta na denúncia que o ex vereador teria passado a noite ingerindo bebida alcoólica em um bar na frente da residência da vítima e, por volta das 06h30, se aproximou da sacada da casa da vítima e passou a provocá-la. Por sua vez, a vítima se manteve inerte às provocações do denunciado. Luisir o retornou em pouco tempo, adentrando nas dependências do mercado e se dirigindo até o escritório em que a vítima estava, se aproximou e lhe atacou, esfaqueando-a por 13 (treze) vezes.

Na decisão o Juiz entendeu que existem nos autos provas da autoria e materialidade do crime, e indícios das qualificadoras de motivo fútil e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima, devendo assim ser o acusado julgado pelo Tribunal do Júri.

O advogado Fernando Madureira que cuida da defesa de Lobacz informou que não recebeu com surpresa a decisão que determinou que seu cliente vá a júri popular, mas disse que pretende recorrer para que sejam excluídas as qualificadoras. Madureira afirmou que a motivação do crime não se deu por motivo de dívidas.

Com informação A Rede e CGN

TOPO