Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Miss Pato Bragado
Campanha Dengue
Banner Yamaha
FarmaVidda
Política

Com o passar dos tempos, a barriga murcha, o cinto cai e o poder se vai

O que parecia um casamento perfeito entre governo municipal, líder da base e vereadores em Cascavel, caminha para um divórcio nada satisfatório. O tempo de convivência harmoniosa entre o Líder de governo na Câmara de Cascavel, Rômulo Quintino (PSL) e alguns vereadores da base, chega a um final nada bom para ano eleitoral.

PORTAS FECHADAS

Há dias os rumores no Legislativo cascavelense dão conta que a troca do líder de governo Rômulo Quintino será inevitável. Na quinta-feira (13) a portas fechadas, os vereadores Cabral, Jaime Vasatta, Parra, Olavo, Misael Júnior, estiveram reunidos com o presidente Alécio Espínola, colocando o assunto em pauta.

O TEMPO

Para alguns dos vereadores, com o passar do tempo, há naturalmente um desgaste quando se lidera um grupo. Muito das vezes, não existe respaldo por parte daquele que está na função para adequar situações que envolve Executivo e Legislativo. Por isso, a troca de liderança de governo, trará uma dinâmica diferente no diálogo entre os próprios vereadores. Ainda mais em ano eleitoral.

REFORMA ADMINISTRATIVA

São fortes dos rumores na Capital do estado que na Reforma Administrativa do governo Ratinho Júnior, prevista para o mês de março, trará uma dimensão administrativa e política diferente no primeiro escalão. Alguns dos atuais secretários serão remanejados para outras secretarias. outros deixarão o governo.

GUGU DEPUTADO

Com a reforma administrativa prevista, o atual superintendente da Casa Civil, o cascavelense Gugu Bueno, poderá ser deputado Estadual, já que é o primeiro suplente do PL. Porque deputado? Bem, segundo fontes da capital, o deputado Marcel Micheletto, recebeu convite do governador para assumir uma secretaria de Estado. Caso aceite o convite, a cadeira dele ficará para Gugu Bueno. Assim sendo, Cascavel passará a contar com quatro deputados na Assembleia Legislativa.

NOVELA LÉO MION

Ainda não saiu a exoneração do presidente da Fundação de Esporte e Cultura de Cascavel Léo Mion. Segundo informações, o quase ex-presidente, terá uma reunião na tarde de sexta-feira (14) com o procurador do Município Luciano Braga Cortes e o presidente do Instituto Jaci Pian, Roberto Wipych, entidade da qual foi capitaneado recursos para o credenciamento e posterior aplicação do recurso na cobertura dos BOX do Autódromo. Para Léo Mion, até para pedir exoneração do cargo público é difícil.

CANDIDATOS A PREFEITO

A cada dia sobe o número de Pré-candidatos a prefeito de Cascavel. Marcio Pacheco (PDT), Edgar Bueno (PROS), Inês de Paula (Progressistas), Berté (DEM), Evandro Roman (Patriota), Paulo Porto (PcdoB) ? indo para o PT-, Marjor Arsênio (PRTB), Marcos Vinicius (PSB), Nelsinho Padovani (PTB), Gugu Bueno (PL) e Leonaldo Paranhos (PSC). Por enquanto.

CANDIDATOS A VICE

Se para candidato a prefeito temos todos esses nomes já colocados em discussão, então leitor, imagina como está a lista de pré-candidaturas a vice-prefeito. Alguns dos que aparecem na lista de candidatos a prefeito, querem mesmo é ser vice na chapa daqueles que mais despontam como candidato a prefeito. Por isso, a lista de pretendentes a vice, será bem maior do que a de prefeito.

FILIAÇÃO DE SR

O polêmico radialista Sérgio Ricardo, se filiou no PROS de Cascavel nesta quinta-feira (13). O radialista que dispõe de conhecimento parlamentar, já que foi vereador na vizinha Toledo, pleiteia nesta eleição candidatura a vereador em Cascavel. Sergio Ricardo teve a ficha de filiação abonada pelo presidente Estadual do PROS, Alisson Wandscheer. Estiveram presentes no evento, o empresário Wanderlei Faust, o presidente local do PROS, Geovani Santin, membro da executiva, Mauri Varaschin e o pré-candidato a prefeito, Edgar Bueno.

FUI !!!

“A ganância insaciável é um dos tristes fenômenos que apressam a autodestruição do homem”. Textos Judaicos.

TOPO