Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Após passar de mil leitos de UTI Paraná já garante mais ampliação

O Paraná ultrapassou nesta semana a marca de 1.000 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para adultos e conseguiu garantir com o Ministério da Saúde a reabilitação de 473 leitos (adultos e pediátricos) e a habilitação de mais 303 leitos de UTI nos próximos meses. Em visita a Curitiba nesta semana, o ministro interino Eduardo Pazuello também disse que novos medicamentos anestésicos para intubação de pacientes chegarão ao Estado em breve.

O governo também apresentou uma proposta para alocar R$ 100 milhões no caixa da Secretaria de Saúde no ano que vem para aquisição de vacinas contra o novo coronavírus. A iniciativa assegura recursos para a compra futura do imunizante.

Diante dos impactos da pandemia, o governador sancionou a lei que permite o parcelamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) de 2020. A medida é inédita no Estado. Até então, o parcelamento da dívida do IPVA só era possível no exercício seguinte ao vencimento. Basta entrar no site da Secretaria da Fazenda e fazer a solicitação.

A semana também foi marcada pela continuidade dos investimentos em moradias populares. Foram abertas as inscrições para integrar os condomínios de idosos de Francisco Beltrão e Foz do Iguaçu, entregues casas em Lupianópolis e Santa Mariana, e autorizadas construções em Mariluz, Santa Cruz de Monte Castelo e Querência do Norte.

CORONAVÍRUS

1.000 leitos

O Paraná chegou nesta semana a 1.017 novos leitos de UTI para adultos na rede exclusiva de atendimento contra o novo coronavírus. A estrutura atual representa aumento de 76,5% em relação ao estoque de antes da pandemia, que era de 1.329 leitos. As UTIs foram montadas em apenas 130 dias e a previsão é alcançar 1.241 leitos em agosto, o que faria o Estado praticamente dobrar a oferta de unidades avançadas no Sistema Único de Saúde (SUS). Todos contam com respiradores, ventiladores e os sistemas de gases.

Leitos em Londrina

O Governo do Estado entregou 57 leitos para o Hospital Universitário de Londrina. São 32 leitos de UTI (20 adulto e 12 pediátrico) e 25 leitos de enfermaria exclusivos para pacientes da Covid-19. O Hospital é vinculado à Universidade Estadual de Londrina e conta com 80 leitos UTI e 121 leitos de enfermaria. A nova estrutura funciona como Hospital de Retaguarda para 97 municípios da região Norte.

Visita do ministro

O Ministério da Saúde garantiu que vai ampliar as parcerias com o Governo do Paraná e atender várias demandas encaminhadas para a União pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior para reforçar o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus no Estado. Após reunião no Palácio Iguaçu, o ministro interino Eduardo Pazuello assegurou a renovação da habilitação de 438 leitos de UTI e 35 leitos de UTI pediátrica que estão sendo utilizados pelos hospitais paranaenses. Ele também se comprometeu a enviar para o Paraná medicamentos anestésicos para intubação dos pacientes em tratamento intensivo por causa da Covid-19.

R$ 100 milhões para vacinas

O Governo do Estado apresentou uma emenda ao projeto de lei 248/2020, que dispõe sobre a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o exercício de 2021, para alocar R$ 100 milhões no caixa da Secretaria de Saúde para aquisição de vacinas contra o novo coronavírus. A iniciativa assegura recursos para a compra futura da medicação, que atualmente passa por fase de testes de eficácia em estudos de diversos laboratórios.

Parcerias para vacinas

O Paraná poderá se tornar parceiro da Rússia na produção da vacina contra o novo coronavírus. O medicamento está em fase final de testes naquele país. A cooperação técnica foi tratada durante reunião, em Brasília, entre o chefe da Casa Civil, Guto Silva, e o embaixador da Rússia no Brasil, Sergey Akopov. Em outra frente, o Governo do Estado trabalha com a Embaixada da China na testagem e produção da Coronavac, produzida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech. Nos próximos dias, o embaixador e sua equipe também terão uma conversa com o governador para definir a operacionalização da testagem de vacina.

Suspensão das eletivas

A Secretaria de Saúde voltou a suspender a realização de procedimentos cirúrgicos eletivos ambulatoriais e hospitalares em todas as unidades hospitalares do Estado. A Resolução 926/2020 estabelece que apenas cirurgias de urgência e emergência devem ser realizadas. O objetivo é evitar o uso de medicamentos anestésicos e relaxantes musculares.

Pesquisa I

Pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM) deram início a duas importantes pesquisas sobre o novo coronavírus. O objetivo é compreender a interação do Sars-Cov-2 com o organismo e seu comportamento na sociedade, assim como as taxas de transmissibilidade. A primeira visa estudar o contágio. A UEM é a única universidade representando o Sul do Brasil no estudo, que é de âmbito nacional. Pesquisadores da instituição também integram a pesquisa Abordagem genômica para investigar variações genéticas do Sars-CoV-2 (coronavírus) e no hospedeiro humano.

Pesquisa II

Outra pesquisa da UEM está analisando se produtos naturais podem ser usados no combate ao coronavírus. Conduzida pelo professor doutor Flavio Seixas, o estudo busca identificar substâncias que bloqueiem as enzimas responsáveis pela multiplicação do vírus. Ele se multiplica no organismo por meio de estruturas específicas chamadas de enzimas. A estratégia é encontrar substâncias que se ligam seletivamente a estas enzimas para inativá-las e com isso impedir a multiplicação e a progressão da doença.

EPIs

A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho repassou mais de 22 mil equipamentos de proteção individual (EPIs) ao Asilo São Vicente de Paulo e ao Recanto do Tarumã, instituições que atendem idosos em Curitiba. Os materiais – máscaras TNT e N95, luvas, toucas, óculos de proteção, álcool em gel e aventais – foram adquiridos com recursos do Fundo Estadual dos Direitos do Idoso.

Bolsistas

A Secretaria da Saúde conta com 99 estudantes de cursos desta área participando de várias ações de enfrentamento da Covid-19. Desde março já foram publicados cinco editais de contratação. Nesta semana 14 alunos dos cursos de Farmácia, Medicina Veterinária, Ciências Biológicas, Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia começaram as atividades de apoio a pesquisas no Centro de Produção e Pesquisa de Imunobiológicos, conhecido nacionalmente na produção de antígenos e soros utilizados contra a picada de animais peçonhentos.

AÇÕES DO GOVERNO

Anel de Integração

O governador se reuniu por videoconferência com os 30 deputados federais que representam o Paraná em Brasília para discutir modelagem, obras e trechos previstos no novo Anel de Integração. Foram alinhados pontos estratégicos da concessão para a iniciativa privada, como a necessidade de implementar tarifas menores e ter contratos equilibrados. O estudo é tocado pela Empresa de Planejamento e Logística S.A (EPL), em parceria com o IFC, braço de projetos do Banco Mundial.

Investimentos I

São Jorge D’Oeste, município com pouco mais de 9 mil habitantes no Sudoeste do Paraná, vai abrigar a maior fábrica de queijo do Brasil. A unidade é da Piracanjuba e ficará em um espaço de 48,74 hectares, nas margens da PR-281. A previsão inicial de investimento é de R$ 80 milhões e a expectativa é de geração de 300 empregos diretos.

Investimentos II

Ratinho Junior conheceu nesta semana um projeto elaborado pela empresa Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), que planeja investir cerca de R$ 2,5 bilhões nos próximos anos no Porto de Paranaguá e gerar 10 mil empregos. A empresa pretende instalar um parque logístico com capacidade para atender 200 caminhões simultaneamente, um armazém de 20 mil metros quadrados e linhas férreas.

Parcelamento do IPVA

O governador sancionou a lei que permite o parcelamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículo Automotor (IPVA) de 2020. A medida é inédita no Estado e leva em conta as dificuldades causadas pela pandemia do novo coronavírus. Até então, o parcelamento da dívida do IPVA só era possível no exercício seguinte ao vencimento.

Comitê de telecomunicações

O Governo do Estado instalou um Comitê Descomplica Telecomunicações, mais uma ação do Programa Descomplica, que tem o objetivo de simplificar a vida dos empreendedores. Participam do comitê representantes de diversas secretarias, da Copel Telecom, setor produtivo e empresas privadas de telecomunicações. Ele terá por tarefa buscar soluções para os principais gargalos na área, que dificultam o desenvolvimento e a competitividade internacional do Estado. Para isso, estão sendo instalados três grupos de trabalho que vão tratar de furtos e roubos de cabos e equipamentos, licenciamento de antenas de telefonia, e acesso à internet no campo.

Ensino Superior

Cerca de seis mil alunos das universidades estaduais do Paraná serão beneficiados com a compra de equipamentos para acesso às aulas remotas. O investimento de R$ 1,5 milhão será feito com recursos repassados pela Assembleia Legislativa, atendendo demanda da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. A compra será operacionalizada pelas universidades. O objetivo é garantir que estudantes que enfrentam dificuldades para acompanhar as aulas online devido à falta de equipamentos e conexão de internet tenham acesso ao conteúdo de maneira gratuita.

Infraestrutura

O Governo do Paraná já está com as propostas das empresas que disputam a licitação da obra de construção do Contorno Norte de Castro. Ele fará a ligação entre as rodovias PR-151 e PR-090 (Distrito Industrial I e II), e o objetivo é desviar o tráfego pesado da cidade. Além da implantação dos pouco mais de 15 quilômetros do Contorno, as intervenções contemplam a construção de duas obras de artes especiais: um viaduto sobre a PR-151 e uma ponte sobre o rio Iapó, que corta a região.

HIV

A Secretaria da Saúde do Paraná disponibilizou o autoteste de HIV para todos os municípios que manifestarem interesse em aderir a esta estratégia de controle da Aids. A informação foi reforçada nesta semana às 22 Regionais de Saúde do Estado, serviços públicos e entidades que atuam com acolhimento, monitoramento e tratamento da infecção, com o objetivo de ampliar o acesso ao diagnóstico da doença.

Casas populares I

Moradores com mais de 60 anos em Francisco Beltrão que desejam adquirir uma casa própria na cidade já podem se inscrever para uma unidade do programa Viver Mais. A Cohapar está concluindo um processo licitatório para a construção de 40 moradias populares no município, na região Sudoeste, cujo edital das obras deve ser lançado em agosto. Em Foz do Iguaçu também foram abertas as inscrições desse programa.

Casas populares II

A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, em parceria com a Cohapar, firmou um plano de trabalho com as prefeituras de Santa Cruz de Monte Castelo e Querência do Norte para construção de 71 unidades habitacionais. As casas serão construídas pela Cohapar com recursos no valor de R$ 5,6 milhões, oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Casas populares III

Representantes do Governo do Estado entregaram as chaves de 100 novas casas populares a famílias de Lupianópolis, na região Norte do Paraná. A construção do Conjunto Habitacional Afonso Merissi recebeu um investimento de R$ 6,6 milhões em recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), utilizado para subsidiar até 90% do custo das moradias. As casas são avaliadas em R$ 66,5 mil por unidade.

Casas populares IV

A Cohapar autorizou o início da construção de 57 novas moradias em Mariluz, na região Noroeste. As obras do conjunto habitacional fazem parte do programa Casa Fácil Paraná, do Governo do Estado, e vai receber investimentos de aproximadamente R$ 4,8 milhões para o atendimento de famílias com renda de um a seis salários mínimos. O empreendimento será construído no Centro da cidade, na Rua Presidente Epitácio Pessoa.

Casas populares V

Cem famílias de Santa Mariana, município da região Norte do Paraná, também receberam as chaves da casa própria. Elas são as novas proprietárias do Residencial Albertino Delamuta, que recebeu um investimento de R$ 6,6 milhões. O empreendimento foi feito para famílias com renda bruta de até R$ 1.800 ao mês, com prioridade para aquelas com menor renda. O valor das prestações é fixado em 5% dos ganhos mensais de cada família

Igualdade étnica

No dia em que o Estatuto da Igualdade Racial (Lei Federal 12.288) completou 10 anos o Governo do Paraná anunciou que o Estado será um dos primeiros do País a ter um Estatuto da Igualdade Étnico-Racial. A minuta do anteprojeto já foi aprovada pelo Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Consepir) e em breve será encaminhado para aprovação da Assembleia Legislativa.

Plano de Segurança

Instituições públicas, especialistas e toda a sociedade poderão contribuir com a elaboração do Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social, que vai nortear as políticas para a área no Paraná pelos próximos 15 anos. A participação social será feita por meio de uma plataforma online desenvolvida pela Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep). O documento busca integrar o trabalho das instituições de segurança pública estaduais, federais e municipais, envolvendo todas as entidades que tenham alguma ligação com o tema, direta ou indiretamente. A consulta está aberta pelo período de um mês e pode ser acessada pelo site observatorios.fiepr.org.br/obsurvey/planosegurancapr.

Gestão penitenciária

Começou a operar nesta semana o novo Sistema de Gestão da Execução Penal (Sigep). Desenvolvido pela Celepar, a nova ferramenta conta com mais de 200 funcionalidades e trará mais eficiência ao sistema prisional do Estado. O desenvolvimento dessa ferramenta demorou alguns anos, pois reúne informações penitenciárias das últimas quatro décadas, além de integrar diversos serviços como alvará de soltura, mandados de prisão, boletim de ocorrência, registro escolar, Infopen, entre outros.

Leilão

Todos os 115 veículos colocados em leilão na última semana foram arrematados. Com isso, o lucro ultrapassa R$ 1,2 milhão, valor que será destinado ao Fundo Especial de Segurança Pública (Funesp). A venda ajuda a promover a limpeza dos pátios de unidades da PM, e possibilita investimentos futuros na corporação.

Redução de acidentes

O Paraná registrou queda no número de acidentes, feridos e mortes no trânsito no primeiro semestre do ano. Levantamento da Polícia Militar mostra a ocorrência de 35.606 acidentes em vias urbanas e rodovias estaduais. O número representa redução de 23,8% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 46.759 acidentes. O balanço aponta, ainda, que nas vias urbanas ocorreram 30.878 acidentes, com 10.501 feridos e 158 mortes de janeiro a junho deste ano. Os números são inferiores aos registrados no mesmo período de 2019, quando foram 41.964 acidentes, 14.595 feridos e 213 óbitos.

Comida Boa

O Governo do Estado depositou no último sábado (18) a terceira parcela de R$ 50 do Cartão Comida Boa, beneficiando cerca de 794 mil paranaenses que retiraram os vouchers em todos os 399 municípios, entre abril e julho. O valor pode ser usado exclusivamente para a compra de gêneros alimentícios da cesta básica nos estabelecimentos comerciais previamente cadastrados.

Transparência I

A Controladoria-Geral do Estado (CGE) descobriu mais de 500 pessoas falecidas entre os que receberam pelo menos uma parcela do Cartão Comida Boa. Os benefícios foram suspensos antes da terceira remessa. O resultado foi alcançado com o cruzamento de bancos de dados do Governo Federal com o dos beneficiários do programa paranaense.

Transparência II

A CGE também identificou problemas formais em processos de compras emergenciais para o enfrentamento da Covid-19 que evitou um gasto extra de R$ 29 milhões. O acompanhamento feito pelo órgão avalia a conformidade das aquisições de acordo com a legislação vigente, e alerta para possíveis problemas. O trabalho realizado pela controladoria do Estado segue os preceitos do Programa de Integridade e Compliance do Paraná, instituído por lei no ano passado.

Crédito

Foi lançada uma linha de crédito emergencial do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), destinada a apoiar o setor que foi gravemente impactado pela pandemia da Covid-19. O valor total do auxílio é de R$ 400 milhões, que serão destinados à manutenção dos empregos e da cadeia produtiva do setor. Serão beneficiados, por exemplo, produtoras, distribuidores e exibidores. A linha será operada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE).

Segurança alimentar

O Paraná é o estado com mais adesões ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). Das 50 novas adesões formalizadas no dia 10 de julho, 34 foram de municípios do Paraná, conforme informações da Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan). Ele foi instituído em 2006 e o objetivo central é a consecução do direito humano à alimentação adequada e da segurança alimentar e nutricional da população, além de integrar União, estados e municípios na implementação de políticas públicas na área.

Tecnologia na educação

A equipe de tecnologia da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte desenvolve um novo sistema para otimizar a correção de redação dos alunos da rede estadual do Paraná. A previsão inicial é de que a ferramenta esteja disponível em setembro para o uso de todos os alunos e professores da rede. O novo sistema será integrado ao Google Classroom, onde o aluno poderá acessar e inserir seus textos para correção automática.

Tutoria na educação

Os alunos das regiões mais remotas nas ilhas no Litoral no Paraná não ficaram sem acesso à educação durante toda a pandemia. Com TV aberta, ferramentas on-line e materiais impressos, o Aula Paraná está chegando aos estudantes da Escola do Campo Ilha do Teixeira (sede) e da sua segunda unidade educacional, na Ilha Eufrasina (subsede). Ao todo, 38 alunos recebem o material impresso e se encontram virtualmente com seus professores pela ferramenta, usando os computadores da escola.

Tecpar

O Instituto de Tecnologia do Paraná está com edital aberto para chamamento público para prospecção de interessados em ingressar no Parque Científico e Tecnológico do Tecpar em Maringá. O objetivo é receber no espaço empresas com propostas de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PDI) na área de saúde.

Solidariedade I

O Governo do Paraná distribuiu esta semana 9.849 cestas básicas de um total de 30.686 unidades, viabilizadas para prover a segurança alimentar emergencial a crianças e adolescentes indígenas e de comunidades tradicionais (pescadores, ilhéus, ciganos, quilombolas, cipozeiros, ribeirinhos, faxinalenses). Além destas, outras 20 mil cestas básicas já foram entregues pelo Governo a famílias de pessoas com deficiência.

Solidariedade II

A Portos do Paraná, em parceria com a Defesa Civil e Governo do Estado do Paraná, concluiu nesta semana a segunda remessa de cestas básicas para comunidades que estão isoladas nas ilhas da área de abrangência dos portos de Paranaguá e Antonina. A ação envolveu oito barcos, distribuiu 1.043 cestas básicas. Foram beneficiados moradores da Ilha do Mel – Brasília, Encantadas e Ponta Oeste, Superagüi, São Miguel, Piaçaguera, Maciel, Eufrasina, Ponta do Ubá, Amparo, Europinha, Teixeira e Ilha das Peças.

ECONOMIA

PIB

O Produto Interno Bruto (PIB) do Paraná apresentou crescimento de 2,3% no primeiro trimestre de 2020, na comparação com igual período do ano anterior, segundo cálculos do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). O resultado positivo foi obtido principalmente pelo desempenho da agropecuária, que registrou aumento de 14,96%, puxado por uma supersafra de grãos de verão.

Exportação

Um novo embarque recorde foi realizado no Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá. No berço 214, o navio E.R Bayonne carregou 104,2 mil toneladas de farelo de soja. Este é o maior volume de granel de exportação já movimentado pelo porto. É o segundo carregamento do ano, e da história, que passa das cem mil toneladas. O outro foi o navio Pacific South que, em junho, carregou pouco mais de 103 mil toneladas.

Atividade econômica

A indústria de alimentos, um dos mais importantes segmentos do parque fabril do Estado, é o setor com o mais elevado nível de operação no Paraná, alcançando 97,2% do patamar pré-pandemia, segundo o boletim conjuntural elaborado pelas secretarias de Fazenda e Planejamento e Projetos Estruturantes. O estudo demonstra que as vendas do ramo de alimentos acompanharam o movimento dos supermercados e apresentam alta.

Mel

O Paraná vem despontando este ano como principal exportador de mel do País. No primeiro semestre exportou 4.987 toneladas, aumento de 57% sobre o volume de igual período do ano passado, que somou 3.174 toneladas, segundo dados apontados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. De janeiro a junho, o Brasil exportou 20.262 toneladas do produto, volume 77% maior do que foi exportado em 2019. No Paraná, o faturamento obtido pelas empresas atingiu US$ 7,7 milhões (janeiro a maio), considerando o preço médio de US$ 1,84 o quilo.

Suinocultura

O boletim agropecuário elaborado por técnicos do Departamento de Economia Rural (Deral) destacou nesta semana a recuperação no preço médio recebido pelos suinocultores do Estado. O quilo fechou em R$ 4,91 ante R$ 4,54 da semana passada, uma alta de 8% no período. Se o comparativo for feito com o preço médio de junho, o aumento é ainda mais significativo, chegando a quase 15%. O Paraná é o segundo produtor nacional de carne suína, com 842,7 mil toneladas/ano, o que representa aproximadamente 22% da produção brasileira.

PARANÁ EM OBRAS

Cancer Center

A melhor definição sobre o Cancer Center de Guarapuava é construção coletiva. O complexo especializado em oncologia reúne um Hospital do Câncer, a Radioterapia, a Quimioterapia e o Instituto para a Pesquisa do Câncer (IPEC), e é fruto do empenho de autoridades de todos os Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), das três esferas da administração pública (federal, estadual e municipal) e do engajamento da academia e de setores da sociedade civil organizada. O prédio que reúne os laboratórios de pesquisa genética e as cabines para a quimioterapia foi inaugurado nesta semana. O hospital e a radioterapia estão em construção.

Cantagalo

Serão entregues em outubro 115 novas moradias e mais quatro reformas em Cantagalo. O investimento por parte do Governo do Estado é de R$ R$ 10,8 milhões. Desde 2012 os moradores da Vila Chimin ouvem histórias de que a ocupação encravada em um ponto importante do município deveria conquistar a almejada identidade oficial. Da promessa para a realidade, porém, passaram-se anos. Somente em 2019, por decisão do governador Ratinho Junior, é que o projeto ganhou corpo.

Prudentópolis

Quase mil moradores de Prudentópolis, na região Centro-Sul do Estado, serão beneficiados ainda neste mês com uma pavimentação poliédrica com pedras irregulares em um trecho de 6,31 quilômetros por seis metros de largura que liga a comunidade de Ponte Alta, na interseção com a BR-277, até a sede do distrito de Patos Velhos. A estrada faz parte do Programa de Estradas Rurais Integradas aos Princípios Conservacionistas (Estradas da Integração), criado pela Secretaria de Agricultura e do Abastecimento para melhorar a trafegabilidade na zona rural dos municípios e facilitar o escoamento da produção do campo.

Palotina

Os caminhoneiros que circulam por Palotina com areia, soja, frango, peixes e produtos industrializados enfrentam todos os dias semáforos, lombadas, faixas de pedestres e placas de 40 km/h em um trecho de cinco quilômetros entre a entrada e saída pela PR-182 ou em uma avenida de quatro quilômetros entre o começo e o fim do perímetro urbano da PR-364. A cena se repete em todos os horários, de domingo a domingo, mas vai mudar. Estão em andamento novamente as obras do Contorno Leste de 15,6 quilômetros nos arredores do município.

Francisco Beltrão

Uma montanha dará lugar a uma nova rodovia em Francisco Beltrão, no Sudoeste do Estado. Esse é o conceito da conexão entre a PR-180 e a PR-483, o chamado Contorno Noroeste, novo eixo de ligação com 5,2 quilômetros de extensão e investimentos na casa de R$ 50 milhões ? R$ 30,6 milhões apenas com terraplenagem, drenagem, pavimentação, sinalização e segurança viária. Ao todo serão cinco viadutos e uma ponte sobre o Rio Santa Rosa, além das cerca de 35 desapropriações de terras. Cerca de 80 funcionários operam 15 máquinas e caminhões ao mesmo tempo e, nesse ritmo, as obras no solo atingiram 40% no começo de julho e o desenho final alcançou 20%, com previsão de conclusão para agosto de 2021.

Sanepar

A Sanepar implantou neste mês uma nova Unidade de Gerenciamento de Lodo (UGL) para auxiliar no processo de tratamento de esgoto em Paranavaí. A estrutura foi construída na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vila Operária. Ela deverá processar todo o lodo de esgoto produzido nesta estação e, também, da ETE Vila City. O investimento foi de cerca de R$ 500 mil. A UGL é composta por um barracão com 900 metros quadrados e possui capacidade para armazenar 1.350 metros cúbicos de lodo.

Rodovia dos Minérios

Começa neste sábado (25) o transporte e lançamento de vigas pré-moldadas de concreto para uma das novas pontes que integram as obras de duplicação da PR-092, a Rodovia dos Minérios, entre Curitiba e Almirante Tamandaré. As vigas são transportadas de Araucária até a ponte próxima ao viaduto do Contorno Norte, com os caminhões sendo acompanhados por batedores ao longo do trajeto. Serão investidos R$ 90,6 milhões para construir novas pistas, vias marginais, pontes, viadutos, passarela, calçadas e ciclovias no trecho entre Curitiba e Almirante Tamandaré, em uma extensão de 4,74 quilômetros. O prazo de execução é de dois anos.

AEN
TOPO