Dengue Pato
Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
IPTU
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

CMS autoriza emenda de R$ 300 mil ao Hospital de Retaguarda

O Conselho Municipal de Saúde (CMS) aprovou uma resolução nº 42, destinando R$ 300 mil para a aquisição de um arco cirúrgico (aparelho usado para radiografia e fluoroscopia) para o Hospital de Retaguarda em Cascavel. O valor é fruto de uma emenda parlamentar do deputado Marcio Pacheco (PDT) – o dinheiro já está disponível e aguarda o processo licitatório para a execução.

A reunião ordinária dos conselheiros de saúde ocorreu no dia 18 de maio, mas a resolução só foi publicada pelo CMS hoje (26). O documento foi assinado pelo presidente do Conselho Municipal de Saúde, Elton José Munchen e o secretário Municipal de Saúde, Thiago Daross Stefanello.

A resolução prevê ainda que eventual diferença de valor para a aquisição do arco cirúrgico será aportado com recursos municipais, de acordo com a resolução da Secretaria Estadual de Saúde nº 649/2020. Para Pacheco, a aprovação do CMS ocorre em um momento importante para o setor da saúde. “Fico muito feliz na liberação da minha emenda porque ela vem num momento crítico para a saúde em razão da pandemia do coronavírus. A aquisição desse arco cirúrgico irá auxiliar muito o trabalho médico no diagnóstico mais preciso de casos apresentados”, destaca Pacheco.

Os R$ 300 mil da emenda parlamentar já estão empenhados para o município, que agora promoverá a licitação pública para a aquisição do equipamento. O arco cirúrgico será utilizado para a realização de cirurgias no Hospital de Retaguarda, que funciona no antigo Hospital Santa Catarina. A unidade foi reativada recentemente pelo município a fim de reforçar o atendimento ao Covid-19, o coronavírus.

O hospital foi rebatizado com o nome de Allan Brame Pinho, que faleceu em 2008. A unidade conta com 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 5 de enfermaria para atender aos pacientes com coronavírus. A sua gestão será compartilhada entre o município e o Consamu (Consórcio de Saúde dos Municípios do Oeste do Paraná) e terá capacidade para 68 leitos, que serão instalados de forma gradual.

Com informação do Policial Web
TOPO