Setembro
Núcleo 09
Agosto Azul
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Comissão de Saúde cobra entrega da reforma do Pronto-Socorro do HU

A segunda etapa das obras de ampliação do Pronto-Socorro do Hospital Universitário começou em dezembro de 2017. 20 meses de trabalho se passaram e o espaço continua fechado. Há quem diga que a construtora praticamente já terminou a reforma, restando pequenos detalhes. O que ninguém explica é porque então o Pronto-Socorro ainda não foi entregue para o Hospital Universitário. O vereador Josué de Souza suspeita que a empresa responsável pelas obras está com dificuldade de pagamento.

Ele e várias autoridades locais se reuniram nesta sexta-feira na 10ª Regional de Saúde para discutir os problemas do Hospital Universitário. Questionado sobre a reforma do pronto-socorro o Diretor Geral admite que há uma discordância de valores entre a empresa e a Unioeste. Segundo ele a empresa pede uma atualização de recursos, alegando que mudanças no projeto original impactaram no orçamento de execução.

Para o município a situação é mais preocupante ainda. É que os pacientes acabam ficando mais tempo nas Unidades de Pronto Atendimento e muitas vezes transferidos para procedimentos em cidades distantes de Cascavel, que poderiam ser feitos aqui. Hoje, por exemplo tem 10 pacientes aguardando leitos na UPA Tancredo.

A obra ganhou um aditivo de tempo e o novo prazo para a entrega é setembro de 2019.

Na reunião do Comitê de Urgência e Emergência também foi debatido o fluxo de pacientes no Hospital Universitário. Uma proposta foi apresentada pela Regional de Saúde.

Outra medida foi trazida pelo vereador Bocasanta, que pede uma distribuição melhor dos recursos.

O promotor de saúde do Ministério Público de Cascavel acredita que o debate pode melhorar os atendimentos de pacientes nos hospitais e Upas (Unidades de Pronto Atendimento).

JC1

TOPO