Dengue Pato
Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Culturas agrícolas serão fiscalizadas em 52 municípios do Oeste do Paraná

Fiscais do Crea-PR verificarão registro de Engenheiros Agrônomos

Nestes meses de outubro, novembro e dezembo, as culturas agrícolas, especialmente de milho, soja e feijão, serão fiscalizadas nos 52 municípios da região Oeste do Paraná. A fiscalização do Crea-PR, o Conselho de Engenharia e Agronomia do Paraná, também irá fiscalizar culturas olerícolas, como produções de abobrinha, abóbora, acelga, agrião, aipo, alcachofra, alface, alho, almeirão, aspargo, berinjela, beterraba, brócolis, cebola, cenoura, chuchu, couve, couve-flor, espinafre, jiló, morango, nabo, pepino, pimentão, repolho, tomate e batata. O objetivo da força-tarefa é verificar se as culturas temporárias de verão estão sendo acompanhados por Engenheiros Agrônomos devidamente registrados no Conselho.

 

De acordo com o Gerente Regional do Crea-PR de Cascavel, Engenheiro Civil Geraldo Canci, “Será verificado se os profissionais e empresas atuantes estão devidamente registrados junto ao sistema Confea/Crea. Se eles possuem a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), se os trabalhos estão sendo executados conforme suas atribuições profissionais e se há de fato a efetiva participação profissional”, explica.

 

Ainda segundo Canci, a ação contribui para evitar que pessoas sem habilitação, ou leigas, exerçam atividades que são regulamentadas e que exigem conhecimentos e habilidades  adquiridas durante a formação acadêmica.  Para Canci, o Engenheiro Agrônomo tem como desafio  produzir mais, porém, respeitando a sustentabilidade, reduzindo os impactos sobre os recursos naturais e mantendo a produtividade com alimentos de qualidade.  Sendo assim, o Gerente Regional do Crea-PR lembra que: “É extremamente importante o produtor rural sempre exigir do profissional contratado a ART, afinal, é isso que garante que ele está realmente contratando um Engenheiro Agrônomo registrado e em situação regular junto ao Conselho”, alerta.

 

Geraldo Canci lembra ainda a importância da atuação do Engenheiro Agrônomo habilitado pelo Crea-PR, no desenvolvimento das propriedades rurais para a garantia da prestação de um bom serviço. “É o profissional que realiza estudos técnicos no planejamento das propriedades, na análise de solo, verificando as possíveis deficiências de nutrientes e fazendo a recomendação de correção no plantio. Também é o Engenheiro Agrônomo que, no período de desenvolvimento das plantas, verifica as possíveis doenças e realiza as recomendações dos agroquímicos ideais para combater e controlar as pragas. Ele também contribui na regulagem dos maquinários, na colheita, no armazenamento e na comercialização da safra”, observa Canci.

Sobre o Crea-PR

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), criado no ano de 1934, é uma autarquia responsável pela regulamentação e fiscalização dos profissionais da empresa das áreas da engenharia, agronomias e geociências. Além de regulamentar e fiscalizar, o Crea-PR também promove ações de atualização e valorização profissional por meio de termos de fomentos disponibilizados via Editais de Chamamento.

TOPO