Dengue Pato
Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Decreto altera horário de funcionamento do comércio varejista em Toledo

Após avaliar o comportamento e a movimentação de pessoas nos estabelecimentos do comércio varejista nos últimos dias, o Município resolveu alterar o horário de funcionamento das atividades. O prefeito Lucio de Marchi assinou o decreto Nº 816/2020 publicado nesta sexta-feira (22) que altera o decreto nº 788/2020, onde estabelecia medidas para a implementação de ações de enfrentamento da pandemia provocada pelo novo Coronavírus (Covid-19).

Considerando os debates realizados no âmbito do Centro de Operações Emergenciais (COE) e informações da Associação Comercial e Industrial de Toledo (Acit) sobre a concentração de pessoas na primeira quinzena do mês, o Prefeito levou em consideração a possibilidade de coincidir os horários de circulação de pessoas.

O novo documento altera o Decreto nº 788, de 17 de abril de 2020, e passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 1º ? a) prestadores de serviços, autônomos e estabelecimentos de comércio varejista em geral, ressalvados aqueles para os quais haja norma própria neste Decreto e desde que as respectivas atividades não se incluam entre as suspensas pelo inciso anterior: 1. de segunda a sexta-feira, das 8h30min às 19h; 2. nos dois primeiros sábados de cada mês: das 8h30min às 17h; 3. nos demais sábados: das 8h30min às 12h. … d) shoppings centers, das 10h às 22h; …”

No Decreto publicado hoje (22) consta um Parágrafo único que alerta sobre as possíveis mudanças nas medidas já adotadas. “A flexibilização do horário de funcionamento para os estabelecimentos e atividades a que se refere este Decreto poderá ser revista a qualquer momento, se verificada ou constatada a inobservância das normas de prevenção e das recomendações contidas no Decreto nº 788, de 17 de abril de 2020, e em seu Anexo Medidas, Orientações e Recomendações Sanitárias de Prevenção à Covid-19”, alerta o documento

TOPO