Setembro
Núcleo 09
Agosto Azul
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Depen aposta em Unidades de Progressão para ressocializar presos

Gestores do Depen – Departamento Penitenciário do Paraná, se reuniram ontem (15), em Curitiba, com autoridades do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), VEP (Vara de Execução Penal), MPT (Ministério Público do Trabalho) TJ (Tribunal de Justiça), Espen (Escola de Formação e Aperfeiçoamento Penitenciário do Tocantis) e diretores de penitenciárias paranaenses, para tratar do Projeto de Unidade de Progressão, implantado pelo Sistema Penitenciário do Estado. Servidores da ouvidoria do Depen também participaram.

Em pauta estiveram assuntos relacionados a padronização dos trabalhos, possibilitando avanços na qualidade, nos índices e resultados desse novo modelo de tratamento penal. Além disso, os gestores apresentaram ideias, sugestões e ações já desenvolvidas.

Foram abordados também, assuntos relacionados ao perfil dos presos que integram o projeto e a desarticulação do crime organizado. Os diretores das unidades enfatizaram que muitos detentos estão solicitando, de forma voluntária, a transferência para Unidades de Progressão.

_“Colocar uma pessoa dentro da prisão onde não existe nenhuma atividade, só vai fazer com que ela conspire durante o tempo ocioso, mas quando você trata o indivíduo como ser humano, automaticamente faz ele criar perspectiva de vida e assim você muda o sistema, Temos que partir deste caminho em todas as unidades. Precisamos ressocializar os detentos”, afirmou o diretor geral do Depen, Francisco Alberto Caricati._

Para o desembargador do TJ e supervisor do GMF (Grupo de Monitoramento e Fiscalização), Ruy Muggiati, as ações desenvolvidas dentro das unidades, refletem, principalmente, na vida de todos os envolvidos.

_“As paredes são os espelhos das almas das pessoas que estão dentro das unidades prisionais. Se essas pessoas estão em processo de construção pessoal, as paredes do local também se constroem, mas se elas estão em ruínas, as paredes acompanham a situação”, exemplificou ao ressaltar a admiração pelo trabalho desenvolvido pelo Depen do Paraná._

O projeto das UPs é o resultado de uma parceria do Governo do Estado com instituições da Justiça. O Paraná é considerado pioneiro no tema.

O Depen do Paraná aposta na evolução das atividades, para que os resultados possam ser ainda melhores, contribuindo para a ressocialização da pessoa privada de liberdade.

_“Nosso objetivo é buscar uma forma em que o preso já saia da unidade, após o cumprimento da pena, com o emprego garantido. Por isso vamos buscar ser vitrine para mostrar aos empresários que estes presos podem sair do sistema diferente de como entraram”, finaliza Caricati._

TOPO