Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Governo do Paraná suspende serviços não essenciais e Marechal Rondon ainda não tem posição sobre quarentena

O Paraná teve hoje (30) novos recordes de casos e óbitos pela Covid-19.

Foram 1.536 casos novos confirmados e 36 mortes pela doença.

O total agora é de 22.623 casos no Paraná desde o início da pandemia e 636 mortes.

Por causa do avanço da doença no Estado, especialmente em sete regionais, o governo do Estado determinou uma quarentena mais restritiva nestas regionais, que abrangem 134 municípios, preservando as atividades essenciais.

Esse decreto começa a valer amanhã (1º), e tem duração de 14 dias, podendo ser prorrogado ou não.

Essa quarentena vai atingir as Regionais de Saúde de Cornélio Procópio, Londrina, Cianorte, Toledo, Cascavel, Foz do Iguaçu e a Grande Curitiba.

Estas regionais concentram 75% dos casos no Estado.

As medidas vão impactar quase 6,3 milhões de pessoas, em 134 cidades do Paraná.

A decisão leva em conta a taxa de incidência da Covid por 100 mil habitantes, o número de mortes e a ocupação dos leitos de UTI.

Marechal Cândido Rondon faz parte da regional de Toledo e a princípio, estaria incluso na quarentena decretada pelo governo do estado.

No entanto, o município aguarda a publicação e notificação da decisão do governo do Paraná para então confirmar as novas determinações que devem ser adotadas.

Por enquanto, continua valendo o último decreto do prefeito Marcio Rauber em relação ao funcionamento dos estabelecimentos comerciais e medidas sanitárias que devem ser observadas.

Com informacoes da rádio Educadora

TOPO