Dengue Pato
Bike Refran
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
IPTU
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Morador do Rio Grande do Sul é o 6º paciente de Covid-19 a receber alta em Foz

José Rosmar Sganzela, de 58 anos, morador do Rio Grande do Sul, recebeu alta nesta segunda-feira (25), depois de ficar oito dias internado com diagnóstico de Covid-19, no Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC), em Foz do Iguaçu. A recuperação foi no ritmo da emoção: música ao saxofone e muita alegria. Uma comemoração à vida.

Ele estava em Foz do Iguaçu a trabalho, quando começou a sentir dores no corpo, febre, tosse seca, perdas do olfato e do paladar. Sganzela havia sido internado em outra unidade hospitalar da cidade e foi transferido para o hospital, que é mantido pela usina de Itaipu, no último dia 17. Durante o internamento, permaneceu com o quadro clínico estável, sem a necessidade de ventilação mecânica, e recebeu tratamento à base de hidroxicloroquina, em combinação com azitromicina, associada a outros medicamentos.

Liberado, agora deverá seguir em isolamento domiciliar pelos próximos dias. “Queria poder dar um abraço em todos vocês, obrigado por tudo”, disse.

Atendimento

Uma equipe inteira esteve envolvida no atendimento: médicos intensivistas e clínicos, pessoal do Serviço de Controle de Infecção, enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, nutricionistas, maqueiros, farmacêuticos, assistentes sociais, psicólogos, higienização, radiologia, laboratório, administrativo, compras e manutenção.

Altas

Todos os pacientes com o novo coronavírus internados no HMCC receberam tratamento com base em protocolo atualizado diariamente pelo Núcleo de Inteligência Covid-19 e pautado nos periódicos do Centers for Disease Control and Prevention (CDC-EUA), Ministério da Saúde, Organização Mundial da Saúde (OMS) e Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE).

Apoio da Itaipu

A diretoria brasileira de Itaipu investiu mais de R$ 22 milhões no enfrentamento à Covid-19. A medida foi adotada em consonância com as diretrizes do governo federal. Desse total, R$ 15 milhões foram incluídos em convênio com o HMCC para a criação de uma ala exclusiva da Covid-19 e repasse de equipamentos e insumos para demais unidades hospitalares da região de abrangência.

Com o apoio, também foi possível credenciar o Laboratório de Saúde Única do Centro de Medicina Tropical como apoio ao Laboratório Central do Paraná para fazer os exames da Covid-19, o que diminui o tempo para o resultado.

Entre outras ações, a empresa também adquiriu seis mil testes PCR e dobrou o valor do fundo de auxílio eventual a entidades beneficentes, chegando, atualmente, ao equivalente a R$ 2,7 milhões.

Fotos: Débora Black.
TOPO