Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Família Acolhedora
Dengue antes
Casa da cuca
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Morte por suspeita de coronavírus é registrada durante a madrugada em Marechal Rondon

Uma mulher de 68 anos de idade, foi encaminhada durante a madrugada passada para atendimento médico na Unidade de Pronto Atendimento de Marechal Cândido Rondon.

Conforme familiares, a idosa estava bem e por volta da meia noite, passou a reclamar de falta de ar, sendo imediatamente conduzida para atendimento médico.

Cerca de duas horas mais tarde, a mulher acabou falecendo em decorrência de uma parada respiratória.

Foi realizada a coleta de sangue que será encaminhada para exames para confirmar se o óbito ocorreu por coronavírus.

A suspeita da  doença foi levantada em razão da dificuldade respiratória da paciente, um dos sintomas da Covid-19.

Nestes casos, o protocolo determina que o sepultamento seja realizado rapidamente.

Segundo familiares, existem dúvidas em relação a causa da morte.

Um caso de morte por coronavírus em Marechal Cândido Rondon chegou a ser divulgado recentemente, mas os exames em Curitiba, mostraram que o paciente não tinha a doença.

Agora a família da rondonense que faleceu  hoje, terá que aguardar entre 7 a 10 dias, até que o Laboratório Central da Capital do Estado, realize o exame definitivo sobre a causa da morte.

Somente após estas providências e caso ocorra a confirmação do coronavírus pelo Lacem, é que a morte da rondonense passará a constar no boletim da Secretaria de Estado da Saúde que traz os casos positivos da doença.

NOTA da Secretaria de saúde de Marechal Cândido Rondon

A Secretaria de Saúde de Marechal Rondon cumpre o seu papel de relatar o caso envolvendo um suposto óbito por COVID-19, na madrugada desta sexta-feira, dia 10.

A paciente, uma mulher de 68 anos, conforme consta em seu prontuário, chegou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), através do SAMU, em parada cardiorrespiratória. Foi admitida no ambiente hospitalar já sem sinais vitais. Após avaliação médica, constatou-se o óbito às 3h40.

 

Como não se teve a certeza de qual foi a causa do falecimento e um dos sintomas apresentados foi o problema respiratório, o setor de saúde, conforme determinação, segue a Nota Técnica 01/2020 da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), que orienta que em se constatando o óbito, deve-se fazer a coleta do RT-PCR para ser encaminhada ao LACEN (Laboratório Central do Estado), a fim de descartar ou não a presença de coronavírus ou outros vírus respiratórios.
Por isso, no cumprimento dos protocolos determinados pela SESA, o caso foi tratado como suspeita de Covid-19, cujo resultado só será conhecido entre 4 e 5 dias, conforme divulgação do LACEN.

Em decorrência disso, houve todo o procedimento de cuidados com o corpo.

A Secretaria de Saúde reitera que nenhum dado está sendo omitido.

As informações são repassadas em notas e boletins, quando há a confirmação através de exame.

 

Com informação da Rádio Educadora

TOPO