Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
Casa da cuca
JR color
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Motoristas continuam mobilizados e greve segue por tempo indeterminado

Como aos sábados, domingos e feriados o transporte coletivo de Cascavel já opera de forma reduzida, quem precisou utilizar os ônibus nos últimos três dias praticamente não percebeu que apenas 65% do sistema está funcionando.

Já nesta terça-feira (13) foi diferente. O Vanderson costuma se apressar para descer de um ônibus e embarcar em outro aqui no terminal Oeste.
Hoje ficou esperando mais de meia hora, e chegar atrasado ao trabalho é uma consequência da greve.Como na sexta-feira (09) as empresas e o Sindicato dos motoristas do transporte público de Cascavel não chegaram a um acordo na Justiça, a greve continua.

Dos 112 ônibus que estavam circulando, somente 73 estão atendendo a população. O tamanho da fila de usuários que se formou na linha que faz o eixo Leste-Oeste foi grande, geralmente a mais utilizada pelos cascavelenses que dependem do transporte público.

Quando o ônibus chegou foi aquela disputa para subir no coletivo. Do interior dá para ter uma noção melhor sobre a lotação de pessoas no carro.

E só não foi maior porque o fiscal pediu para que os usuários aguardassem a chegada do próximo ônibus. É preciso ter muita paciência.

Cleusa e Fátima até que não tiveram problemas com as linhas nos bairros, mas para sair do terminal Oeste tiveram que esperar mais que o normal e as duas tiveram que comunicar o atraso para chegar ao serviço.

A greve segue por tempo indeterminado. As empresas preferem não se manifestar sobre a paralisação parcial no transporte coletivo.

Uma nova audiência entre as partes deve ser agendada para os próximos dias na Justiça do Trabalho. Os motoristas pedem um reajuste de 2,55% nos salários e o pagamento do vale alimentação.

Com informações e foto catve
TOPO