Setembro
Agosto Azul
Nucleo
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Mulheres vão ter aulas gratuitas de defesa pessoal na Casa da Mulher Brasileira

A aula inaugural do curso sobre defesa pessoal para mulheres, na Casa da Mulher Brasileira, aconteceu nesta sexta-feira (16) e contou com a presença do lutador Maurício Shogun, do Instituto Shogun Rua. O prefeito Rafael Greca também participou do lançamento da ação, que irá ofertar as aulas de forma gratuita para o público feminino.

A primeira turma vai ter início no dia 22 de agosto e já está com as vagas completas. As aulas gratuitas são para mulheres a partir de 18 anos, incluindo mulheres com deficiência, mulheres transsexuais e transgêneros.São 20 vagas e a duração do curso é de um mês. As aulas acontecerão nas terças e quintas-feiras, das 15h às 16h, na Casa da Mulher Brasileira.

De acordo com o prefeito Rafael Greca, o projeto tem duas vertentes. Uma é o treinamento físico para as mulheres aprenderem a se defender e a outra é a consciência dos seus direitos.

As primeiras turmas vão acontecer na Casa da Mulher Brasileira. Mas o projeto irá para todas as regionais da cidade.

Vanessa Volpi, procuradora-geral do Município de Curitiba, foi quem teve a ideia de ofertar aulas de defesa pessoal para as mulheres curitibanas. “Soube de um caso de uma mulher que sofreu violência sexual e ficou tão traumatizada que tem medo de sair na rua. As mulheres irão se sentir mais seguras em ambientes públicos e em casa”, disse Vanessa.

Violência doméstica

Durante o treinamento, as alunas serão com relação aos tipos de violência doméstica previstas na Lei Maria da Penha, os canais de denúncia e os serviços da Prefeitura, como a Casa da Mulher Brasileira e a Pousada de Maria.

Defesa pessoal

Professores do Instituto Shogun Rua irão ensinar movimentos básicos de defesa pessoal. Além disso, a Assessoria de Direitos irá dar informações de prevenção à violência para mulheres.

A próxima turma será em setembro e as inscrições podem ser feitas pelos telefones: 3221-2714 ou 3321-2739.

O curso é uma parceria entre Prefeitura de Curitiba e Instituto Shogun, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude (Smelj) e Assessoria de Direitos Humanos e Política para Mulheres.

A primeira turma do curso de defesa pessoal terá cinco mulheres com deficiência. Três mulheres cegas, uma surda e uma cadeirante.
Denise Moraes, diretora do Departamento dos Direitos da Pessoa com Deficiência da Prefeitura de Curitiba, explica a importância de incluir mulheres com deficiência nesta iniciativa.

Não à Violência Contra a Mulher

Durante o evento, o prefeito Rafael Greca também fez o lançamento da cartilha “Diga não à Violência Contra a Mulher”. A publicação contém informações sobre os tipos de violência: sexual, psicológica, moral, física e patrimonial.

A cartilha será divulgada em capacitações que ocorrerão nas dez Administrações Regionais da cidade, ainda no segundo semestre. O público alvo será de servidores, líderes comunitários e entidades não-governamentais.

O objetivo é ensinar as mulheres a identificar sinais de violência e orientar outras mulheres quanto aos serviços de atendimento e proteção à mulher da Prefeitura.

Banda B

TOPO