Dengue Pato
Bike Refran
Maquininhas
Prefeitura de Mercedes
Ortocolchões
Campanha Dengue
Banner Yamaha
FarmaVidda
Cotidiano

Pedágio: tarifa de carro em Cascavel é a mesma de ônibus no MS

Se o assunto é pedágio, a grama do vizinho é mais verde sim. E uma decisão da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) envolvendo as praças de pedágio do nosso vizinho, Mato Grosso do Sul, faz inveja a qualquer paranaense. 

A partir de sábado (30), os valores cobrados nos pedágios da BR 163, no Mato Grosso do Sul, administrados pela concessionária MSVia vão cair 53,94%.

Em alguns casos, os condutores vão pagar apenas R$ 1. Você não entendeu mal: R$ 1 para passar no pedágio. Mesmo com o acordo de leniência que reduziu em 30%, as tarifas da nossa região ficam muito acima das praticadas no MS.

O primeiro exemplo no trecho da BR 163 que passa pela cidade de Naviraí, bem perto de nós.

A partir de sábado, o pedágio R$ 1,64. Enquanto na Praça de São Miguel, são R$ 5,80.

Carros de passeios, camionetes e furgão – R$ 3,30. Em São Miguel, R$ 11,50

Caminhões e ônibus, lá, R$ 6,60 e aqui no oeste, R$ 20,40 até R$ 23.

E o mais caro, caminhões de seis eixos, em Naviraí pagam R$ 19,80; e São Miguel, R$ 61,20.

Agora vamos para Mundo Novo, a 24 quilômetros de Guaíra pela BR 163, terá uma tarifa a partir de R$ 1.

Por lá, uma moto paga apenas R$ 1 e aqui, mesmo depois do acordo com o MPF, o valor está R$ 4,80.

Carros de passeio pagam R$ 2 em Mundo Novo e R$ 9,50 em Cascavel.

Caminhões e ônibus, R$ 6 no Mato Grosso e na Capital do Oeste, de R$ 16 e R$ 19, respectivamente

E a tarifa mais cara, do caminhão de seis eixos, é de R$ 12 em Mundo Novo e R$ 48 em Cascavel.

Resumo da ópera: O condutor de um carro na praça de pedágio de Cascavel paga mais caro que o motorista de ônibus ou caminhão que passar em Mundo Novo.

Em nota, a explicação da ANTT são bem familiares aos paranaenses. Foram constatadas inexecuções contratuais e que, por isso, a Diretoria Colegiada votou pela redução da tarifa da MSVIA em 53,9%.

Pela análise técnica apresentada, que constatou inexecuções contratuais, a Diretoria Colegiada da ANTT votou pela redução da tarifa básica de pedágio da MSVIA em 53,94%.

E que as tarifas podem ter um decréscimo se a concessionária deixar de cumprir alguma obrigação no ano vigente ou no aniversário da cobrança do pedágio.

E no Anel de Integração, deve vir mais aumento por aí.

A Agepar (Agência Reguladora do Paraná) confirmou que o DER enviou na última segunda-feira, dia 25, um pedido para o reajuste anual do pedágio.
A Agência tem cinco dias úteis para analisar e, o assunto, está na pauta da reunião da diretoria na próxima terça-feira, 3 de dezembro.

O poder concedente (DER-PR) encaminhou a solicitação do reajuste anual do pedágio na segunda-feira (25 de novembro). A Agepar tem 05 dias úteis para analisar. Este assunto será discutido na reunião da Diretoria da Agepar na próxima terça-feira (dia 03 de dezembro).

com informações da catve

TOPO