Bike Refran
Ortocolchões
Sandras Publi
natal
covid pato
Banner Yamaha
Esportes

Fórmula 1 confirma início da temporada no Bahrein e adia o GP da Austrália

A Fórmula 1 divulgou nesta terça-feira o calendário atualizado da temporada 2021 com algumas alterações em relação roteiro original.

 

Em vez de a temporada começar na Austrália, em 21 de março, terá início uma semana depois com o GP do Bahrein.

 

A prova na Oceania, por sua vez, será disputada somente em novembro por causa dos cuidados aplicados no país como medida de prevenção à pandemia da covid-19.

 

Logo na segunda prova do calendário a categoria vai promover uma novidade. A etapa em Ímola, na Itália, foi mantida como destino da Fórmula 1 para 18 de abril.

 

A tradicional pista havia ficado fora por 14 anos até retornar no ano passado, quando preencheu uma das etapas do calendário alternativo montado por causa da pandemia.

 

Agora, está assegurado como um dos 23 Gps.

Porém, o calendário ainda não mostra a definição de todas as provas. Há uma etapa em aberto para 2 de maio.

 

A definição da sede só será realizada mais adiante.

 

Outra possibilidade de mudança é o GP da China.

 

Inicialmente previsto para 11 de abril, a etapa depende da autorização do governo chinês de flexibilizar as regras para entrada de estrangeiros.

 

As regras se tornaram mais rigorosas por causa da pandemia.

 

As mudanças fizeram o GP brasileiro mudar de data. Rebatizado de GP de São Paulo, a prova em Interlagos será em 7 de novembro, uma semana antes do previsto.

 

O reagendamento foi feito para poder realizar na sequência a prova na Austrália, em Melbourne.

 

Será a primeira vez desde 1995 que o GP australiano será disputado em novembro e não no início do campeonato.

 

 

A Fórmula 1 vai manter o calendário de 23 etapas, o que vai transformar a temporada na mais longa da história.

 

O intuito da categoria é monitorar a situação da covid-19 para permitir o ingresso de torcida e de convidados VIPs nos autódromos.

 

“A pandemia global ainda não permitiu que a vida voltasse ao normal, mas mostramos em 2020 que podemos correr com segurança como o primeiro esporte internacional a retornar e nós temos a experiência e os planos para cumprir a nossa temporada”, disse o chefe da categoria, Stefano Domenicali.

A temporada vai terminar somente dia 12 de dezembro, com o GP de Abu Dabi. A etapa anterior será no país que é a grande novidade do calendário, a Arábia Saudita.

 

Curiosamente, uma etapa que seria realizada em 2020 mas que agora nem é mais comentada é o Vietnã.

 

O circuito de rua construído na capital, Hanói, receberia uma etapa no último ano caso não fosse cancelado pela pandemia.

 

Agora, sequer aparece como possível destino da categoria.

 

 

Calendário revisado da Fórmula 1 para 2021

 

28 de março – GP do Bahrein

 

18 de abril – GP de Ímola

 

2 de maio – A ser definido

 

9 de maio – GP da Espanha

 

23 de maio – GP de Mônaco

 

6 de junho – GP de Azerbaijão

 

13 de junho – GP do Canadá

 

27 de junho – GP da França

 

4 de julho – GP da Áustria

 

18 de julho – GP da Grã-Bretanha

 

1º de agosto – GP da Hungria

 

29 de agosto – GP da Bélgica

 

5 de setembro – GP da Holanda

 

12 de setembro – GP da Itália

 

26 de setembro – GP da Rússia

 

3 de outubro – GP de Singapura

 

10 de outubro – GP do Japão

 

24 de outubro – GP dos Estados Unidos

 

31 de outubro – GP do México

 

7 de novembro – GP de São Paulo

 

21 de novembro – GP da Austrália

 

5 de dezembro – GP da Arábia Saudita

 

12 de dezembro – GP de Abu Dabi

 

Com informação  da Agência do Estado

TOPO