Geral Marechal

Itaipu explana sobre uso de água do Lago para irrigação agrícola em Marechal Rondon

Representantes da binacional estiveram reunidos nesta quarta-feira (15) com integrantes do Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário. Por sua vez, engenheiro do Saae debateu questões sobre produtores construírem mais cisternas

15/09/2021 12h27 Atualizada há 2 semanas
Por: Marcio Cerny
Itaipu explana sobre uso de água do Lago para irrigação agrícola em Marechal Rondon

A viabilidade de dois projetos envolvendo o correto aproveitamento dos recursos hídricos foi tratada na manhã desta quarta-feira (15), durante reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário, tendo por local o auditório da prefeitura de Marechal Cândido Rondon.

A reunião foi conduzida pelo presidente do Conselho Municipal, secretário rondonense de Agricultura e Política Ambiental, Adriano Backes, e pelo vice-presidente, Urbano Mertz. Na ocasião, o responsável pela gestão de usos múltiplos da faixa de proteção do reservatório de Itaipu, Lucas Garcia, frisou que a binacional é gestora da faixa de proteção da margem, enquanto a gestão do reservatório é atribuição da União.

“A Itaipu permite atravessar a margem com tubulação para chegar até a água, no entanto quem outorga ou não o uso da água é a Agência Nacional de Águas. Para utilizar a água do Lago de Itaipu para fins de irrigação, incialmente o proprietário rural precisa que o projeto seja autorizado pela Agência Nacional de Águas, que a Itaipu libera instalar a tubulação”, frisa.

“Atualmente há captações nesses moldes nos municípios de Guaíra, Itaipulândia, Pato Bragado, Santa Helena e Santa Terezinha de Itaipu. Em Marechal Rondon há alguns pedidos. Ressaltamos que pela escassez de chuva foi registrado aumento na demanda de uso de água nos últimos dois anos”, pontua Garcia.

Por outro lado, o engenheiro civil do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Carlos Kozerski, explanou sobre a construção de mais cisternas para captar água da chuva nas propriedades rurais, também com o objetivo de melhorar a utilização da água, contribuindo à preservação ambiental, tornando-se uma alternativa em períodos de estiagem.

Tanto para solicitar a utilização de água do Lago de Itaipu para fins de irrigação agrícola, quanto para construir cisternas visando o aproveitamento de água da chuva nas propriedades rurais, a sugestão do Conselho Municipal de Desenvolvimento Agropecuário é de que os agricultores interessados busquem orientação no Sindicato Rural, no Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR) e na Secretaria Municipal de Agricultura e Política Ambiental.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.