Esportes Fórmula 1

GP da Hungria: F-1 tem corrida cômica e histórica

A relargada reservou uma cena bastante curiosa após longo período de bandeira vermelha

01/08/2021 12h53
Por: Marcio Cerny Fonte: Catve
F1
F1

Inusitado. Certamente os fãs da Fórmula 1 não imaginavam uma cena tão atípica no GP da Hungria. A relargada reservou uma cena bastante curiosa após longo período de bandeira vermelha. Detalhe, Lewis Hamilton foi o único piloto a largar do grid.


A relargada foi provocada após uma batida que eliminou Valtteri Bottas, Sergio Pérez, Lando Norris, Charles Leclerc e Lance Stroll da corrida. Valtteri Bottas acertou a traseira de Lando Norris na primeira curva. Todos os carros que sobraram decidiram ir aos boxes para trocar os pneus intermediários por de pista seca, menos o então líder da corrida Lewis Hamilton, com uma estratégia diferente adotada pela Mercedes. Enquanto isso os outros 14 carros do pelotão aguardavam pelo sinal nos boxes para retornarem para a pista

Mas a escolha da Mercedes não foi das melhores, pelo contrário. Corrida recomeçada e Lewis saiu na ponta, mas logo no giro seguinte foi aos boxes, caindo para a 14ᵃ, e última, colocação. Quem se aproveitou da questão foi Esteban Ocon, que assumiu a primeira colocação, com Sebastian Vettel e Nicholas Latifi completando o top-3.

Depois disso muitas coisas aconteceram, transformando a prova em Budapeste também histórica, além de cômica.

Ainda assim o Francês Esteban Oco segurou bem a ponta e venceu o GP da Hungria conquistando seu primeiro triunfo na Fórmula 1. Sebastian Vettel foi o segundo. Hamilton fez uma sensacional prova de recuperação e ainda conseguiu chegar na terceira posição. Que corrida em Budapeste.
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.