Geral Paraná

Depois de um ano e meio fechada, passagem pela Ponte Tancredo Neves é autorizada

Para ter o acesso liberado à Argentina é preciso apresentar teste negativo de Covid-19

27/09/2021 17h08
Por: Marcio Cerny Fonte: Catve/Portal da Cidade de Foz do Iguaçu
Portal da Cidade de Foz do Iguaçu
Portal da Cidade de Foz do Iguaçu

Para ter o acesso liberado à Argentina é preciso apresentar teste negativo de Covid-19 (RT-PCR) com 72 horas de antecedência e comprovante de vacinação.


A fronteira terrestre entre Brasil e Argentina foi reaberta próximo ao meio-dia desta segunda-feira (27), com a liberação da passagem de moradores locais pela Ponte Tancredo Neves, ligando Foz do Iguaçu a Puerto Iguazú.

Fechada desde março de 2020, para conter o avanço do novo coronavírus, os primeiros veículos foram liberados a fazer a travessia entre os dois países e nos dois sentidos.

A reabertura foi autorizada após a publicação, por parte do governo argentino, da decisão administrativa 935/2021 sobre Corredores Seguros. Nesse sentido, de acordo com o artigo 1°, está "autorizada a abertura de dois corredores seguros distintos para entrada na República Argentina na Passagem Terrestre Tancredo Neves, na província de Misiones", a partir do momento da publicação do regulamento, no Diário Oficial.

No mesmo parágrafo, indica que o Aeroporto Internacional Carlos Eduardo Krause Cataratas del Iguazú também está habilitado, embora a partir de 1° de outubro, ou seja, a partir de sexta-feira, "este estando sujeito ao credenciamento prévio da Província de Misiones perante o Ministério da Saúde , da autorização do local de teste pelo Organismo Regular do Sistema Aeroportuário Nacional (Orsna)".

Por outro lado, no artigo 2°, especifica que são aprovados o documento identificado como "Protocolo de Abertura do Corredor Turístico Provincial de Seguro Aéreo Terrestre" e o "Protocolo Internacional de Ensaio de Piloto de Turismo".

Nesse sentido, os mesmos regulamentos indicam que a implementação será ajustada de acordo com o disposto nos textos em vigor.

E no artigo 3° especifica que "ambos os corredores da passagem de fronteira Tancredo Neves sejam homologados a partir de 2 de setembro e até 30 de setembro e cuja abertura está autorizada para a realização de uma experiência piloto limítrofe", possibilitando também a entrada de nacionais e residentes no país.

Na manhã desta segunda-feira (27), durante entrevista coletiva na delegacia da Polícia Federal (PF), o Chefe do Núcleo de Imigração, Nelson Machado, explicou o que faltava para a reabertura gradativa da fronteira. Era aguardada pelos dois países uma homologação, que permita a reciprocidade na travessia dos dois lados da fronteira, já ainda está em vigor no Brasil um decreto que proíbe a entrada no paíse por vias terrestres de estrangeiros, com exceção das fronteiras com o Paraguai.

No período da tarde, por volta das 17h, deve ocorrer um ato simbólico de reabertura da fronteira entre Brasil e Argentina, com a presença de autoridades, entre elas o governador de Misiones, Oscar Herrera Ahuad e o Ministro do Interior da Argentina, Eduardo Wado de Pedro.

Trata-se de um teste piloto, para a reabertura gradativa a partir de outubro. Para ser liberado a entrar no vizinho país, é preciso apresentar teste negativo de Covid-19 (RT-PCR) realizado com até 72 horas de antecedência, a comprovação da imunização completa, com pelo menos duas doses da vacina contra a Covid-19, além dos documentos pessoais de identidade que já eram exigidos antes da pandemia.

A reabertura da fronteira argentina era muito aguardada pelo setor turístico e empresários, além de comerciantes locais. Durante o período em que esteve fechada, a economia em Puerto Iguazú foi bastante prejudicada com a falta de visitantes e turistas.


 
Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.