Geral Marechal

Saúde confirma o primeiro caso de dengue importado em Marechal Rondon

Notificação relativa ao novo ano epidemiológico é datada de 12 de setembro. Cinco pessoas aguardam o resultado de exames. Secretária de Saúde orienta rondonenses a redobrarem os cuidados

14/10/2021 12h15
Por: Marcio Cerny
Saúde confirma o primeiro caso de dengue importado em Marechal Rondon

A Secretaria de Saúde de Marechal Cândido Rondon, por intermédio do setor de endemias, confirma o primeiro caso de dengue importado no município relativo ao ano epidemiológico 2021/2022. A confirmação ocorreu após o boletim da dengue emitido pela Secretaria de Estado da Saúde (SESA).

Conforme a secretária municipal de Saúde, Marciane Specht, o caso importado se refere à pessoa que saiu do município nos últimos 15 dias e por algum motivo retornou com sinais e sintomas de dengue. “A notificação é datada de 12 de setembro, havendo confirmação posterior como caso de dengue importado”, expõe.

“É importante lembrar a população que estão registradas 43 notificações para a dengue, dos quais cinco pacientes aguardam resultados de exames, enquanto os demais casos tidos como suspeitos estão descartados. A sugestão é de que você, cidadão rondonense, verifique o quintal da sua residência após as chuvas para que não tenhamos casos aumentados de dengue no município”, pontua Marciane.

A secretária salienta que a orientação do prefeito Marcio Rauber é de que todas as ações desenvolvidas pelo setor endemias sejam intensificadas para resultar em menos focos de dengue, consequentemente na redução de casos. “Vale lembrar que o Levantamento Rápido de Índices para o Aedes Aegypti (Liraa) aponta 0,3% de infestação no município, abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde, que é de 1%”, acrescenta ela.

Marciane prossegue mencionando que os cidadãos rondonenses, junto com a Secretaria de Saúde e a administração municipal, mantenham a preocupação com a dengue. “Nossa orientação é de que você, rondonense, reserve dez minutos por dia para fazer a vistoria ao redor da sua residência, do terreno, eliminando todos os possíveis criadouros do mosquito que possam acumular água devido às recentes chuvas. Todos juntos vamos vencer a dengue”, encerra a secretári

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.