Foto: Catve

Acusado de estuprar e matar Andressa Brito será julgado nesta quinta-feira (8)

O homem acusado de estuprar e matar Andressa Brito de Souza de Lima, de 26 anos, será julgado na manhã desta quinta-feira (8) em Cascavel.

Em razão da pandemia o júri será restrito a advogados do processo, promotor de justiça, juiz, assessores e testemunhas. O réu será ouvido por meio de videoconferência.

O advogado assistente de acusação, Ricardo Augusto Bantle, ressalta que o trabalho de investigação em conjunto com a Delegacia de Homicídios, trará segurança para que haja a condenação.

"Foi uma instrução processual e uma investigação com muitas provas que podem com certeza dar a segurança de que ele é o autor do crime. Não temos dúvidas disso, provas do processo e as do inquérito são certas, temos reconhecimento pessoal, testemunha, e o próprio álibi apresentado pelo acusado foi derrubado", explica o advogado.

Sobre o crime
Andressa Brito de Souza de Lima foi morta a golpes de faca no dia 14 de fevereiro de 2020 na Vila Cajati, área rural de Cascavel Ela foi encontrada em casa sem roupa e o crime de estupro foi comprovado por laudo pericial. Um bebê de 10 meses estava no local e foi encontrado embaixo de cobertores.

O homicídio será julgado com duas qualificadoras: meio cruel e dificuldade de defesa da vítima. O acusado pelo homicídio foi detido cinco dias após o crime no Distrito de São João, a dez quilômetros da Vila Cajati.

Com informação da Catve

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!