Após recusa de Renato Gaúcho, Aguirre também diz ‘não’ para treinar o Corinthians

A diretoria do Corinthians está sofrendo para encontrar um treinador para a vaga de Vagner Mancini, demitido depois da eliminação contra o maior rival Palmeiras, na semifinal do Campeonato Paulista. Dois dias após Renato Gaúcho recusar a proposta para assumir o clube, o uruguaio Diego Aguirre também disse “não” neste sábado.

 
O entusiasmo para contratar o uruguaio era grande, afinal o treinador conhece bem o futebol brasileiro, tendo passagens por Inter, Atlético-MG e São Paulo. Contudo, o Corinthians se assustou com a contraproposta do uruguaio, bem acima do seu teto salarial, encerrando as negociações. 

 
Aguirre não treina um clube desde o final do ano passado, quando deixou o Al Rayyan, do Catar, em sua segunda passagem pelo time do Oriente Médio. Mas era visto com bons olhos para ajustar o clube.

Foram dois “nãos” para o Corinthians num intervalo de 48 horas, uma demonstração de que o clube sofrerá para fechar com um nome de peso sem querer abrir os cofres. Mancini ganhava R$ 280 mil mensais e a ideia é não pagar muito acima disso.

 
O Corinthians estreia no Brasileirão no próximo fim de semana, diante do Atlético-GO. A meta dos dirigentes é ter um técnico efetivo na beirada do campo. No último jogo, diante do Huancayo, pela Copa Sul-Americana, o analista de desempenho do clube, Fernando Lázaro, foi o escolhido para dirigir a equipe na Neo Química Arena.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!