Atividades esportivas e funcionamento noturno de restaurantes e bares rondonenses: flexibilização depende do fim do toque de recolher do governo estadual

O COE (Centro de Operações Emergenciais) de Marechal Rondon realizou mais uma reunião na tarde desta terça-feira, dia 30, para deliberar sobre medidas que poderão ser implementadas no município. Inicialmente, a Secretaria de Saúde apresentou os números com relação à pandemia no município, especialmente quanto aos pacientes que necessitam de atendimento médico.


Na sequência, deliberou-se sobre o funcionamento de bares e restaurantes. Ficou definido que, caso o governo do estado não estenda o toque de recolher, que está em vigor até às 5h do dia 1º de abril, ou estabeleça um novo horário, bares e restaurantes poderão retomar as atividades até à 23h, respeitando 30% da capacidade de público e demais medidas de controle sanitário. Porém, caso o governo do estado mantenha o toque de recolher até às 20h, esses setores do comércio não poderão atender após esse horário, como já vem acontecendo.
Com relação às atividades esportivas, caso o governo flexibilize o horário de toque de recolher, essas também poderão ser retomadas no município, porém, sem o consumo de bebida alcoólica no local.


Já o parque de lazer de Porto Mendes poderá ser utilizado para a prática de atividades físicas, sem, porém, a utilização da área de camping.
As medidas do decreto a ser emitido pela prefeitura rondonense devem ser semelhantes ao decreto nº 87/2021.
Ainda na tarde desta terça-feira, foi publicado no Diário Oficial do município o decreto nº 108/2021, confirmando as medidas deliberadas pelo COE na última sexta-feira, dia 26. Entre as normas, estão o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino a partir do dia 05 de abril e o funcionamento de atividades comerciais não essenciais no sábado, véspera de Páscoa, das 8h às 16.

 

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!