Atlético-MG goleia La Guaira em casa e garante melhor campanha da Libertadores

Ainda de ressaca após o título do Campeonato Mineiro, o Atlético-MG, sem fazer muita força, passou com facilidade pelo frágil La Guaira, da Venezuela, na noite de terça-feira (25). Com a goleada por 4 a 0, assegurada com gols de Savarino, Marrony, Hulk e Nathan, o time mineiro garantiu a melhor campanha entre todas as equipes da primeira fase da Libertadores.

 
Com uma campanha quase impecável de cinco vitórias e um empate em seis rodadas, o Atlético-MG soma 16 pontos e é o time de melhor retrospecto na fase de grupos do torneio continental. Assim, tem a vantagem de decidir todos seus jogos no mata-mata em casa até a final, disputada em jogo único, quase chegue até lá. O Cerro Porteño avançou em segundo do Grupo H, com dez pontos, ao vencer e eliminar o América de Cali, que jogará a Sul-Americana. O La Guaira fechou sua participação como o lanterna da chave. 


 
Cuca não preservou titulares e, com força máxima, o Atlético-MG fez no Mineirão o que dele se esperava. Dominou completamente o limitado adversário venezuelano, que, com exceção da primeira parte da etapa inicial, em que fechou bem os espaços, não ofereceu resistência à equipe mineira.

 
A palavra “fácil” definiu o jogo do Atlético, especialmente no primeiro tempo. Depois que Savarino inaugurou o marcador aos 27 só completando para o gol vazio após passe de Hulk, “a porteira se abriu”.

A zaga foi pouco exigida, os laterais foram muito bem, principalmente o regular Guilherme Arana, os meio-campistas fizeram o jogo funcionar – destaque para Nacho Fernández, impecável, mais uma vez – com passes longos e precisos, e o ataque decidiu a partida, de modo que os três atacantes titulares foram às redes na etapa inicial.

O segundo saiu dos pés de Marrony, que parou no goleiro Olses na primeira tentativa, mas guardou na segunda, aos 46. Na volta do intervalo, Hulk deixou o seu aos quatro minutos. O atacante recebeu na entrada da área, tabelou com Nacho Fernández, carregou a marcação e bateu cruzado, no canto. Belo gol no Mineirão do artilheiro da Libertadores ao lado de Gabigol e Borja, todos com seis gols.

 
A partir da metade da segunda etapa, com o jogo resolvido e a melhor campanha da fase de grupos garantida, Cuca rodou o elenco e deu oportunidade para alguns jogadores de seu vasto e qualificado elenco. Um dos que entraram foi Nathan. O meio-campista fez mais um nos acréscimos, transformando a vitória em goleada, para selar o resultado. Ele recebeu cruzamento perfeito de Arana e se atirou na bola para marcar.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 4 X 0 LA GUAIRA

ATLÉTICO-MG – Everson; Guga, Igor Rabello, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan (Hyoran), Tchê Tchê (Zaracho) e Nacho Fernández (Nathan); Savarino (Vargas), Marrony (Sasha) e Hulk. Técnico: Cuca.

 
LA GUAIRA-VEN – Carlos Olses (Mario Santilli); Kendrys Silva, Adrián Martínez, Francisco La Mantia, Henry Pernía e Yohan Cumaná (Aramburu); Arles Flores, Francisco Pol (Clyde García), Carlos Cermeño (Lucena) e Louis Ángelo Peña (Reyes); Charlis Ortíz (Riasco). Técnico: Daniel Farias.

GOLS – Savarino, aos 27, e Marrony, aos 43 minutos do primeiro tempo. Hulk, aos quatro, e Nathan, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Nicolas Lamolina (ARG).

CARTÕES AMARELOS – Allan, Ortíz

LOCAL – Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!