Bahia perde por 4 a 2 do Montevideo City e ambos estão fora da Sul-Americana

Além de ver o Independiente-ARG vencer o Guabirá-BOL por 1 a 0, terminar na liderança do Grupo B com 14 pontos e se classificar para às oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Bahia não teve, na quarta-feira (26), uma boa noite. Mesmo jogando em casa, no Estádio de Pituaçu, em Salvador (BA), o Bahia se despediu da competição com uma derrota por 4 a 2 para o Montevideo City Torque-URU, em uma partida bem movimentada com três expulsões e seis gols.

 
Com o resultado, o time uruguaio terminou a fase na segunda posição com 11 pontos ganhos e, também está eliminado, afinal apenas o líder de cada chave avança para o mata-mata. Já o Bahia, que fez uma campanha de duas vitórias, dois empates e duas derrotas, ficou em terceiro com oito pontos ganhos. Agora, foca na estreia da elite do Brasileirão, que já acontece no próximo final de semana – sábado, em casa, diante do Santos.  
 
 
O Bahia começou fazendo pressão na área adversária e abriu o placar logo no primeiro ataque. O goleiro Guruceaga saiu jogando errado e acabou mandando nos pés de Thaciano, que cruzou na área e encontrou Thonny Anderson que só teve o trabalho de completar para o fundo das redes. Apesar do gol, o duelo ficou equilibrado no meio-campo e em um contra-ataque, o Montevideo City deixou tudo igual.

 
Aos 24 minutos, Pizzichillo aproveitou um lançamento longo, dominou na entrada da área e soltou o pé, em um chute indefensável para Mateus Claus. Após o empate, o Bahia se complicou ainda mais, ao ter o lateral-esquerdo Matheus Bahia expulso por levar o segundo cartão amarelo. Com um jogador a mais, o time uruguaio aproveitou o espaço e virou o placar aos 38. José Álvarez encontrou Scotto, que bateu na saída do goleiro, fechando o primeiro tempo em 2 a 1 para os visitantes.

Na volta do intervalo, o Bahia não perdeu tempo e com mais um gol logo no primeiro minuto, deixou tudo igual no placar. Daniel lançou Nino Paraíba, que livre de marcação, invadiu a área e bateu para o gol. Mas quando ainda estava animado pelo segundo gol, o time brasileiro teve mais um jogador expulso: o zagueiro Conti que acabou dando uma cotovelada no adversário.

 
A partir daí, o ritmo da partida caiu um pouco e ao invés de aproveitar a vantagem numérica com dois jogadores a mais em campo, o Montevideo City também teve um jogador expulso. Mesmo longe do gol, o goleiro Guruceaga aplicou um carrinho em Juninho Capixaba e foi outro que foi para o banho mais cedo.

Mesmo assim, o time uruguaio não sossegou e depois de ver o Bahia perder uma boa chance com Maycon Douglas, conseguiu chegar à virada mais uma vez. Aos 31, Rak foi avançando desde o meio-campo e cruzou na área. Guzmán escorou e deixou o gol vazio para Allende cabecear para o fundo das redes. Nos minutos finais, o time uruguaio ainda fez mais um, dessa vez com Guzmán e fechou o placar em 4 a 2.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!