Com 2 de Gabriel, Flamengo vence o Fluminense e conquista seu 37º título carioca

Com dois gols de Gabriel, o Flamengo derrotou o Fluminense por 3 a 1 na noite de sábado (22), e faturou o seu 37º título carioca, o terceiro de forma consecutiva. No Maracanã, o time rubro-negro foi superior, especialmente no primeiro tempo, etapa em que contou com o talento do seu camisa 9, que balançou as redes duas vezes e chegou à impressionante marca de 15 gols em 14 jogos na temporada.

 
Depois de apenas se defender nos primeiros 45 minutos, a equipe tricolor cresceu na etapa final com as alterações de Roger Machado, diminuiu o placar com Fred, mas não teve força e nem criatividade para conseguir ao menos o empate. No fim, o jovem João Gomes aproveitou rebote do goleiro Marcos Felipe e anotou o gol que decretou o tricampeonato estadual do Flamengo, ampliando para seis taças a diferença em relação ao Flu, segundo maior campeão, e reforçando a hegemonia do clube no Rio de Janeiro. 


 
Foi o sexto tricampeonato conquistado pelo Flamengo na história do Campeonato Carioca. Antes, a equipe havia alcançando o feito em 1942/43/44, 1953/54/55, 1978/79/79, 1999/2000/2001 e 2007/08/09.

 
O primeiro tempo opôs o Flamengo no ataque e o Fluminense todo na defesa. A equipe tricolor abriu mão de jogar, só se defendeu, não encaixou um contra-ataque sequer, e foi castigada no final pela postura extremamente retraída. O time de Roger Machado até conseguiu se defender bem das investidas rubro-negras, mas não por muito tempo.

O Flamengo insistiu de todas as maneiras, se movimentou, trocou passes rápidos, teve muito volume de jogo, chegou a ter 75% posse de bola e não precisou criar muitas oportunidades para balançar as redes. A equipe rubro-negro engrenou após a primeira metade da etapa inicial e marcou dois gols em três minutos, contando com o talento e poder de decisão de Gabriel, o Gabigol.

 
Gabigol lançou Arrascaeta na área. O uruguaio saiu em boa condição de marcar, mas foi atropelado por Marcos Felipe. Sem hesitar, o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o goleador, que quase nunca erra na marca da cal, mandou para as redes e abriu o marcador aos 43.

O Flamengo acelerou e, aos 46, anotou o segundo. Filipe Luís acionou Gabigol no lado esquerdo da área. O atacante chutou cruzado e Marcos Felipe aceitou. Ótima vantagem para descer ao intervalo.

Precisando de dois gols para levar a disputa para os pênaltis, o Fluminense decidiu jogar no segundo tempo, melhorando sua performance graças às alterações de Roger Machado, que lançou mão dos jovens Caio Paulista e Gabriel Teixeira nas vagas de Kayky e Luiz Henrique.

 
Aos três, após passe de Fred, Caio Paulista foi derrubado por Rodrigo Caio. O árbitro mandou o jogo seguir, mas, após análise do VAR, assinalou a penalidade. Fred bateu no canto esquerdo e fez o primeiro do Fluminense.

O time tricolor entrou no jogo com o gol de pênalti e se lançou ao ataque como pôde, na usando muito as bolas aéreas, principal ponto fraco do rival. Mas faltou inspiração, criatividade, intensidade e velocidade para os comandados de Roger Machado, que ainda colocou Cazares em campo, mas não viu resultado, de modo que Gabriel Batista praticamente não trabalhou.

Depois de ir para o tudo ou não, o Flu ficou sem forças para atacar e o Flamengo, que vinha cansado e jogando mal, cresceu com as entradas de Pedro, Vitinho e João Gomes e sacramentou o título em um dos contra-ataques que tanto vinha tentando armar.

Pedro lançou Vitinho, que devolveu. O centroavante chutou rasteiro e viu Marcos Felipe dar rebote, que João Gomes aproveitou. Foi o primeiro gol como profissional do jovem meio-campista, que demorou 17 segundos desde que entrou no gramado para balançar as redes. Gol importantíssimo do garoto, que definiu o 37º título carioca do Flamengo.

 
Passada a comemoração de um lado e a lamentação de outro, os dois times têm compromisso pela Libertadores no meio de semana. Terça-feira, às 19h15, o Fluminense busca a classificação ao mata-mata contra o River Plate, na Argentina. Na quinta, às 21h, o Flamengo, que já está classificado às oitavas, recebe o Vélez Sarsfield no Maracanã e busca avançar como líder de sua chave.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 3 X 1 FLUMINENSE

FLAMENGO – Gabriel Batista (Diego Alves); Isla (Matheuzinho), Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Gerson (João Gomes), Diego (Hugo Moura), Arrascaeta (Vitinho) e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabriel (Pedro). Técnico: Rogério Ceni.

FLUMINENSE – Marcos Felipe; Calegari, Luccas Claro, Nino e Egídio; Martinelli, Yago Felipe (Abel Hernández) e Nenê (Cazares); Kayky (Gabriel Teixeira), Luiz Henrique (Caio Paulista) e Fred (Bobadilla). Técnico: Roger Machado.

GOLS – Gabriel (pênalti), aos 43, e aos 46 minutos do primeiro tempo. Fred (pênalti), aos cinco, e João Gomes, aos 41 minutos do segundo tempo.

 
ÁRBITRO – Bruno Arleu de Araújo

CARTÕES AMARELOS – Rodrigo Caio, Danilo Barcelos, Marcos Felipe, Nino, Yago Felipe, Luccas Claro, Bruno Henrique

LOCAL – Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!