Foto: Rodrigo Coca/SCCP

Corinthians volta a jogar mal, é pressionado, mas derrota o Guarani por 1 a 0

As defesas do goleiro Cássio e a estrela do garoto Cauê deram ao Corinthians a vitória sobre o Guarani, por 1 a 0, no domingo (11), à noite, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas. O time não jogou bem mais uma vez, mas de novo conseguiu um resultado positivo, que é o que parece interessar neste momento. Até porque o time alvinegro chegou a 14 pontos no Campeonato Paulista, em seis jogos, e lidera tranquilamente o Grupo A. O Guarani é o terceiro do D, com 5 pontos.

 
O técnico Vagner Mancini havia dito que, depois de 16 dias apenas de treinamento, o torcedor iria ver um Corinthians diferente. Não viu. O time voltou a apresentar um futebol pobre, confuso, sem criatividade. E ainda deu alguns espaços para o Guarani, que, fosse melhor time, poderia ter tido melhor sorte na primeira etapa. 

 


Como tem acontecido quase sempre que o Corinthians está em campo, o jogo foi de baixíssimo nível técnico. Trucado, com muitos erros de passe, faltas desnecessárias.

Mancini continua em busca de um time pelo menos mais consistente e competitivo, e neste domingo apostou desde o início nos garotos Vitinho e Cauê, que se juntaram no setor ofensivo a Gustavo Mosquito e a Rodrigo Varanda. Mas a garotada não teve muito sucesso na etapa inicial. Até porque, o Corinthians levou 39 minutos para construir uma boa jogada. Vitinho trocou passe com Varanda, Gabriel fez o pivô e Ramiro teve espaço para chutar. Mas errou o alvo.

 
O segundo tempo começou pior ainda para o Corinthians. O Guarani foi à frente e aos 2 minutos só não marcou porque Cássio fez grande defesa em cabeçada de Índio. Foi a segunda conclusão do time de Campinas na etapa.

A pressão bugrina se manteve, e, aos 10 minutos, Cássio teve de intervir de novo e foi ajudado também pelo fato de dois jogadores do Guarani terem se enrolado na conclusão para não tomar o gol. O sufoco continuou. Aos 12, Régis acertou a trave.

Então, Mancini resolveu mexer. Tirou Mosquito e Varanda, que jogavam mal, e colocou Léo Natel e Otero em campo. O crescimento do Guarani e a tentativa de reagir do Corinthians ao menos deixaram a partida mais movimentada. Mas ainda sofrível tecnicamente.

 
Cássio continuou tendo trabalho mas, em uma rara escapada, foi o Corinthians quem abriu o placar, com grande colaboração do goleiro do Guarani, Gabriel. Em cruzamento fechado de Léo Natel da direita, ele se atrapalhou todo ao tentar colocar para escanteio, a bola bateu na trave e sobrou para Cauê, titular pela primeira vez do time, marcar.

O gol saiu aos 27 minutos, e depois disso o Guarani lançou-se em desespero, mas sem assustar muito mais, com exceção de um chute de Bruno Sávio já nos acréscimos. Cassio defendeu. O Corinthians se postou e controlou o jogo para segurar a vitória.

FICHA TÉCNICA

 
GUARANI 0 X 1 CORINTHIANS

GUARANI – Gabriel; Eder Sciola, Romércio, Airton e Bidu; Rodrigo Andrade, Índio (Tony), Régis (Renanzinho) e Andrigo (Rafael Costa); Bruno Sávio e Julio César (Matheus Souza). Técnico: Allan Aal.

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Bruno Méndez, Gil e Fábio Santos; Gabriel, Ramiro (Cantillo) e Vitinho (Camacho); Mosquito (Léo Natel), Rodrigo Varanda (Otero) e Cauê (Jô). Técnico: Vagner Mancini.

GOL – Cauê, aos 27 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO -Luiz Flávio de Oliveira.

CARTÕES AMARELOS – Otero, Índio, Rodrigo Andrade, Bruno Sávio.

LOCAL – Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!