Covid-19: estudo mostra cidades brasileiras com déficit de segunda dose

Um estudo do projeto ModCovid19 revela que, dentre os 5.565 municípios brasileiros, apenas Viçosa (RN), São Francisco do Sul (SC), Reserva do Cabaçal (MT) e Minduri (MG) não apresentam déficit de vacinas contra a Covid-19 para a segunda dose.

O painel de monitoramento do projeto, que é financiado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pelo Instituto Serrrapilheira, aponta que 5.574.790 unidades dos imunizantes destinados à segunda aplicação estão em falta. Os dados são abastecidos com base no DataSus.

Do total, são 4,85 milhões de doses da CoronaVac e 715 mil da Oxford/AstraZeneca. A conta estabelecida pelos pesquisadores corresponde à quantidade de pessoas que buscam a imunização definitiva no prazo correto e mesmo assim não conseguem.

Por exemplo: Se 100 pessoas vão a um posto de saúde em busca da segunda dose, mas há apenas 95 unidades da vacina, o déficit nesse caso seria de 5%, pois há cinco unidades faltando em um total de 100. Caso o número de pessoas fosse 1000 e também faltasse cinco imunizantes, o déficit seria de 0,5%.

 

com informações da Catve e TV Cultura

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!