Creas de Pato Bragado promove ações preventivas ao dia 18 de maio

Com auxílio de encarte sobre violência sexual contra crianças e adolescentes, profissionais promoveram abordagens lúdicas a metade dos estudantes do ensino híbrido da escola municipal.

 

 

 

 

Dia 25 demais alunos serão contemplados.

 

 

 

 

Ontem (18) por ocasião do Dia Nacional de Combate à Exploração e Abuso Sexual de Crianças e Adolescentes, a equipe do Creas coordenada pela Assistente Social, Rafaela Melo Damasceno Couto e a psicóloga, Mayara Zeiser de Paula, realizaram uma atividade de cunho preventivo aos estudantes da Escola Municipal Marechal Deodoro. 

 

 

 

A atividade contou com a presença da secretária de Assistência Social, Arlete Gross Schneider e foi promovida por intermédio da explicação das profissionais com auxílio do encarte “Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes – Não Guarde este Segredo”, que foi entregue aos alunos e abordado de forma lúdica.

 

 

 

De acordo com Rafaela e Mayara, a abordagem lúdica foi realizada de forma clara e objetiva para que as crianças fossem capazes de compreender a importância do assunto, tenham condições de identificar possíveis situações de risco e de que forma podem se defender e pedir ajuda.

 

 

 

O trabalho foi realizado em todas as turmas dos primeiros aos quintos anos, e acontecerá novamente no próximo dia 25 para englobar os demais alunos desses anos, tendo em vista a atual modalidade do ensino híbrido.

 

 

 

 

As profissionais ressaltam a importância de se falar sobre o assunto, ensinando as crianças desde cedo como a melhor maneira de prevenção.

 

 

 

 

Alertam ainda aos responsáveis e educadores que é preciso ensinar as crianças quais são suas partes do corpo, quais são suas partes intimas, quem pode ou não as tocar e a quem devem recorrer quando algum fato desagradável acontecer.

 

 

 

 

“Portanto, é necessário que sejam supervisionadas suas saídas, amizades, internet, principalmente nas circunstâncias atuais, onde as crianças/adolescentes passam mais tempo utilizando as redes sociais”, frisam.

 

 

 

 

Assistente social e psicóloga enfatizam que não há justificativa para a violência sexual.

 

 

 

 

 

Segundo elas, a criança ou adolescente jamais serão culpados, eles são sempre vítimas.

 

 

 

 

“Então, quando uma criança ou adolescente verbalizar ou apresentar comportamento que possa indicar violência sexual, não o desvalide, procure ajuda”, defendem.

 

 

 

É dever de todo cidadão denunciar e não ser conivente com esse tipo de violência.

 

 

 

 

 

As denúncias em Pato Bragado podem ser realizadas pelo Disque 100, que é uma base de denúncia nacional, na Polícia Militar pelos números (45) 988092471/3282-1112, ou no Conselho tutelar, por meio do (45) 988054334/3282-1590.

 

 

 

 

Fotos 18 de Maio- Encarte “Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes – Não Guarde este Segredo” foi apresentado de forma lúdica por Rafaela e Mayara

 

 

 

Ensino escalonado será estendido aos jardins 1 e 2 em Pato Bragado 

 

 

 

 

As atividades da educação infantil (pré-escola - jardins 1 e 2) de Pato Bragado serão retomadas na próxima segunda-feira (24), de forma escalonada (presencial e atividades remotas).

 

 

 

 

As crianças do jardim 2 serão os primeiros.

 

 

 

 

Já os do jardim 1 voltam às salas de aula no dia 31 de maio.

 

 

 

 

 

O retorno segue o modelo dos estudantes do 1º ao 5º ano da Escola Municipal Marechal Deodoro que já estão com atividades desde fevereiro, infantil 5 (desde 10 de maio) e infantil 4 (desde 17 de maio).

 

 

 

 

Diversos encontros foram realizados para a retomada do atendimento, com destaque para o cumprimento de todos os protocolos de segurança que estão em vigor.

 

 

 

Ontem (18) novas reuniões aconteceram na prefeitura quando foi decidido pelo retorno presencial das atividades.

 

 

 

 

Participaram dos encontros o prefeito Leomar Rohden, o Mano, vice-prefeito e secretário de Saúde, John Nodari, médicos e enfermeira da Unidade Básica de Saúde, secretário de Educação e Cultura, Júnior Ivan Bourscheid, diretora da Escola Municipal Marechal Deodoro, Marceli Fritzen de Moura, diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Gotinha de Mel, Claudete Nienkotter, presidente da Câmara de Vereadores de Pato Bragado, Ademir Kochenborger, o Xaropinho, além da coordenação pedagógica dos educandários. 

 

 

 

 

NORMAS DE SEGURANÇA

 

 

 

 

Durante as discussões para a retomada das atividades, os médicos falaram sobre os protocolos que devem ser cumpridos, relativos à pandemia do coronavírus.

 

 

 

A médica pediatra, Simone Guerreiro, disse ser de fundamental importância para a volta as aulas, a realização de uma triagem bem feita, para evitar que crianças com algum tipo de sintoma sejam levadas à escola.

 

 

 

 

“Também precisamos proteção e cuidados, como por exemplo os EPIs para professores e funcionários”, acrescentou.

 

 

 

O clínico geral da ala Covid-19, Gabriel da Silva Fraga assegurou que é possível voltar com qualidade e segurança, e considerou que os educandários estão seguindo todos as medidas para a segurança de toda comunidade escolar, com o uso de máscaras, a higienização constante e o distanciamento físico.

 

 

 

 

O profissional apontou ainda que o contágio do vírus entre as crianças é baixo, e isso traz um certo alívio aos profissionais da saúde e da educação. 

 

 

 

A diretora da Escola Municipal, Marceli Fritzen de Moura revelou que as reuniões são constantes e que o educandário vem cumprindo com todos os protocolos dos governos municipal e estadual.

 

 

 

 

“Inclusive nosso protocolo foi procurado por direções de outros municípios que verificaram como foi formulado e seu modelo, principalmente com as demarcações das salas e do refeitório que foram replicadas na região, destacou.  

 

 

 

A diretora do CMEI, Claudete Nienkotter também garantiu que o educandário promove reuniões com discussões para como proceder e fazer o atendimento mais seguro possível.

 

 

 

 

“Estamos programando uma possível volta para o início de agosto, tudo vai depender da evolução dos casos, dos protocolos, pois se a volta for agora no auge do inverno, estaremos tendo que encaminhar com muita frequência as crianças para a Unidade Básica de Saúde, o que vai dificultar a ida dos pais ao trabalho”, argumentou. 

 

 

 

 

DIFICULDADES DOS PAIS

 

 

 

O vereador Xaropinho disse que a Câmara vem sendo muito cobrada pela população sobre o retorno do CMEI, principalmente daqueles pais que tiveram que interromper suas atividades profissionais, para ficar com seus filhos em casa, mas que entende o momento e espera que o retorno aconteça com segurança.

 

 

 

 

De acordo com o vice-prefeito e secretário de Saúde, John Nodari, desde o início da pandemia a administração municipal tem buscado meios para auxiliar a população afetada diretamente pelas restrições.

 

 

 

 

 

“Sabemos das dificuldades dos pais que não tem onde deixar seus filhos para trabalhar, mas precisamos, com prioridade, cumprir os protocolos de segurança, para garantir um bom retorno das atividades”, ressaltou.

 

 

 

 

O vice-prefeito apontou ainda que existem discussões para que também aconteça o retorno das atividades do CMEI Gotinha de Mel de Pato Bragado.

 

 

 

 

“Estamos em tratativas com as secretarias de saúde e educação, e esperamos poder anunciar em breve, a retomada das atividades também para a nossa creche”, finalizou.

 

 

 

 

CASOS SUSPEITOS E CONFIRMADOS

 

 

 

O secretário de Educação e Cultura, Júnior Ivan Bourscheid declarou que o protocolo com medidas de controle da Covid-19. em casos suspeitos de alunos que possam ter contraído o vírus será o de isolamento e caso tenham irmãos, os mesmos também entrarão em isolamento.

 

 

 

“A partir do momento em que um aluno testar positivo para a doença, ele e os colegas que frequentaram as aulas serão isolados, juntamente com o professor da turma, já que são considerados os contatos próximos.

 

 

 

 

 

Os professores das disciplinas não serão isolados por terem contato menor com as turmas.

 

 

 

 

 

Por sua vez, em casos de viagens não será mais necessário que o estudante permaneça cinco dias em casa.

 

 

 

 

Ele poderá retornar imediatamente”, revelou. 

 

 

 

 

Fotos Reunião Covid-19 CMEI e Reunião Covid-19 Escola Municipal – Além das definições acerca do retorno às aulas das turmas de jardim discussões também evoluíram acerca do retorno das atividades do CMEI.

Fotos



Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!