Foto: GMC Online

Delegado e investigador presenciam homicídio em Maringá e trocam tiros com suspeitos

O delegado Luis Alves, de Maringá, e um investigador da Polícia Civil presenciaram um homicídio no fim da tarde desse sábado (24), perto do Contorno Sul, em Maringá. O delegado e o policial voltavam de uma investigação quando se depararam com dois homens atirando contra um porteiro, de 45 anos, perto do Conjunto Santa Felicidade.

A vítima estava de moto e caiu quando foi surpreendida pelos atiradores. O delegado e o investigador pararam a viatura descaracterizada e tentaram abordar os criminosos, mas foram recebidos a tiros. Segundo a Polícia Militar (PM), houve troca de tiros no local e os criminosos fugiram.


O policial e o delegado perseguiram os suspeitos, que também estavam de carro. Depois de alguns quilômetros, eles abandonaram o veículo e fugiram em um matagal. A suspeita é de que algum deles esteja baleado. No carro, os policiais encontraram documentos que podem ser dos suspeitos. Eles conseguiram fugir, mas o veículo usado no crime e os documentos foram apreendidos.

“Nós estávamos fazendo uma investigação no bairro e quando passamos o viaduto presenciamos os indivíduos em um gol preto derrubando a moto com o carro. O indivíduo da moto caiu e eles iniciaram os disparos contra ele. Nós estávamos de frente para a situação, paramos, tentamos verbalizar para impedir aquela injusta agressão e fomos rechaçados também com tiros. Iniciou-se um confronto, uma intensa troca de tiros entre nós e os marginais. Eles estavam numa vantagem porque estavam barricados atrás do carro. Eles conseguiram entrar no carro pelo lado do carona e fugiram. Nós entramos no nosso carro e tentamos perseguir por um tempo e eles praticando diversas barbaridades no trânsito e aí num determinado momento tivemos que frear esse carro porque nos preocupamos com pedestres e com o trânsito. Foi aí que eles ganharam um pouco de distância e conseguiram abandonar o carro e fugir a pé”, disse o delegado Luis Alves.
O corpo do porteiro, de 45 anos, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Maringá. Ele foi identificado como Nivaldo Antônio dos Santos, segundo o IML.

 

Com informações de GMC Online.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!