Dengue segue avançando em Pato Bragado

Boletim epidemiológico da dengue divulgado hoje (06) pela Secretaria Municipal de Saúde continua apontando para o crescimento de casos da doença em Pato Bragado. No último informativo de 26 de março, o município contava com 78 casos notificados, 26 confirmados, 10 descartados e 42 aguardando coleta/em análise. Os números mudaram significativamente e agora já são 112 notificados, 43 confirmados, 14 descartados, 53 que aguardam coleta e estão em análise, além de duas pessoas que, infelizmente, não coletaram.


Como o aparecimento de pessoas com sintomas da doença é diário, os agentes de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde, Walmir Ortiz e Jaqueline Luft explicam que com a incidência de chuvas no mês de janeiro, a proliferação dos mosquitos aumentou e a seca atual não interfere na diminuição, uma vez que os vetores se alimentam do sangue humano.


Nesse sentido, os agentes reforçam que o Aedes aegypti vive cerca de 60 dias e destes, em sua maior parte nas residências, ou seja, prefere ficar dentro das casas, sendo que o calor se torna mais um agravante, pois o período reprodutivo do mosquito fica mais curto e ele se reproduz com maior velocidade.


Citam que a fêmea necessita do sangue em seu organismo para amadurecer seus ovos e assim dar sequência no seu ciclo de vida. “Ela pode colocar até 500 ovos durante o seu tempo de vida, o suficiente para picar até 300 pessoas”, revelam.


Portanto, como o mosquito fica onde o ser humano está, uma das medidas de proteção recomendada por eles, é o uso de repelentes. Apontam ainda que outra forma de combate ao vetor ocorre quando as pessoas abrem janelas e portas das suas casas, no momento em que os agentes estiverem passando com a bomba costal ou o fumacê. Por fim, consideram que todos devem sempre atuar como vigilantes das suas casas, no trabalho, na escola de nossos filhos e em outros locais em que tiverem acesso, com o intuito de sempre eliminar os criadouros onde o mosquito deposita seus ovos e se prolifera.

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!