Descubra como surgiu o Dia das Mães

Apesar de representar a segunda data mais lucrativa para o comércio nacional, perdendo apenas para o Natal, o Dia das Mães - comemorado no segundo domingo de maio - está longe de ter sido criado apenas para se presentear as figuras maternas. As origens são várias, todas bem distantes do consumismo comemorativo.

Na Grécia Antiga, celebrações no início da estação da primavera homenageavam Reia, a mãe do deus Zeus e considerada a matriarca dos deuses. Já na Idade Média, o dia que os trabalhadores que moravam longe de suas famílias ganhavam para visitar suas mães era chamado de "mothering day".

Em 1914, a americana Anna Jarvis - após perder sua mãe e passar anos em depressão - promoveu uma intensa mobilização comunitária e conseguiu oficializar o feriado na cidade em que vivia, Webster. Meses depois, a data passou a ser comemorada em todo o estado da Virgínia Ocidental e, no mesmo ano, tornou-se feriado nacional nos EUA.

Em 1923, no entanto, a própria criadora da data comemorativa viria a se arrepender do feito ao ver o apelo comercial que tinha ganhado o Dia das Mães. Jarvis chegou a entrar com um processo para cancelar a data, mas já era tarde demais.

No Brasil, a comemoração do Dia das Mães chegou por meio da Associação Cristã de Moços, em 1918, mas só foi oficializada no governo do presidente Getúlio Vargas, em 1932. Desde então, por aqui, a data é comemorada no segundo domingo de maio.
 

 

Portall Empresa Brasil de Comunicação

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!