Foto: Divulgação Conmebol

Edina Alves vai comandar primeira arbitragem totalmente feminina na Libertadores

Três brasileiras farão parte da primeira equipe de arbitragem totalmente feminina da história da Libertadores. Edina Alves apitará a partida entre Defensa y Justicia e Independiente del Valle, na próxima semana, válida pela sexta rodada da fase de grupos.

Neuza Ines Back será uma das assistentes de campo e Ana Paula Oliveira terá uma função de observação e avaliação da arbitragem, chamada de assessora de vídeo. Ana Paula não terá necessidade de estar no estádio. Como não há VAR na primeira fase da Libertadores, sua função é assistir ao jogo pela TV para, depois, levar sua avaliação para a equipe de arbitragem, em conjunto com a argentina Sabrina Lois, que será a assessora da arbitragem em campo.

As chilenas Cindy Nahuelcoy, assistente, e Maria Belen Carvajal, como quarta árbitra, completam a equipe de campo.

Edina e Neuza Back já fizeram história representando o Brasil na arbitragem do último Mundial de Clubes da Fifa, no Catar, em 2020. Elas estiveram na primeira equipe feminina numa competição adulta masculina organizada pela entidade máxima do futebol.


 
 

Com informação da Catve e globo esporte

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!