Empresário é denunciado por homicídio com dolo eventual por causar batida que matou casal e bebê

O motorista envolvido em uma batida que matou um casal e um bebê em Ivaiporã, no norte do Paraná, foi denunciado por triplo homicídio com com dolo eventual, quando se assume o risco de matar, e embriaguez ao volante.

A caminhonete que ele dirigia rampou e caiu sobre o veículo em que estavam as vítimas. Lucas, de 23 anos, Jaqueline, de 22, e a filha, de um ano e dois meses, foram atingidos e morreram no local.

O condutor da caminhonete foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) na segunda-feira (5), e a informação foi divulgada nesta quarta-feira (7). O processo está sob sigilo.

Até esta quarta-feira, a Justiça ainda não havia determinado se aceita ou não a denúncia.

O empresário Claudimir Erico Nardini, de 50 anos, chegou a ser preso após, segundo a Polícia Militar (PM), provocar o acidente, registrado no dia 13 de dezembro. Ele foi solto dias depois, por uma decisão do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR).

Omar Yassim, advogado de Claudimir Nardini, informou que aguarda a citação do cliente e que ainda não tem ciência do teor da denúncia.

 

Com informação do G1

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!