Fifa aprova estudo sobre a realização da Copa do Mundo a cada dois anos

A Fifa aprovou na sexta-feira (21), durante o seu 71.º Congresso, realizado de maneira remota em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, um estudo de viabilidade sobre a realização da Copa do Mundo – tanto a masculina quanto a feminina – a cada dois anos. Não há um prazo determinado para tal documento ser concluído.

 
De acordo com o presidente Gianni Infantino, é necessário que os dirigentes futebolísticos tenham a cabeça aberta acerca do assunto. “É uma maneira de promover o futebol. Há que se estudar o que podemos fazer para
estimular o esporte. Devemos ter a mente aberta. Sabemos o que representa a Copa do Mundo. É necessário ver como se pode encaixar no calendário internacional, ver os métodos de classificação. Os torcedores querem ver partidas mais importantes. A prioridade será o esportivo e não o comercial”, disse. 


 
 
O primeiro passo para essa ideia já foi dado: com 166 votos a favor e apenas 22 contra, o Congresso da Fifa aprovou nesta sexta-feira a proposta feita pela Federação de Futebol da Arábia Saudita de realizar um estudo sobre os impactos de realizar a Copa do Mundo a cada dois anos.

 
Infantino falou com algum entusiasmo sobre a ideia. “Os clubes podem ganhar cinco ou seis títulos por ano. As seleções só podem ganhar um a cada quatro, ou a cada dois anos. E a maioria das seleções nem sequer se classifica para a Copa do Mundo”, afirmou.

Uma das primeiras ações de Infantino (que foi eleito em 2016 e reeleito em 2019) como presidente da Fifa foi aumentar o número de participantes das Copas do Mundo: a masculina para 48 seleções, a partir de 2026, e a feminina para 32, a partir de 2023.

A ideia também já foi defendida publicamente pelo francês Arsène Wenger, ex-treinador do Arsenal e atual Chefe de Desenvolvimento Global da Fifa, no ano passado. Segundo ele, a celebração do torneio não está ligada ao tempo de espera, mas sim sobre sua imagem e competitividade. Wenger utilizou a Liga dos Campeões da Europa como exemplo, que é disputada todo ano e mesmo assim continua consumida.

 
Desde a sua criação, em 1930, no Uruguai, a Copa do Mundo sempre foi disputada a cada quatro anos – com exceção às edições de 1942 e 1948, que não foram disputadas devido à Segunda Guerra Mundial. A última edição, vencida pela França foi realizada em 2018, na Rússia, e a próxima ocorrerá em 2022, no Catar – pela primeira vez, o torneio será jogado nos últimos meses do ano, para amenizar o calor no Oriente Médio.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!