Foto: Banda B

Fiscalização fecha bares por descumprimento de medidas restritivas da Covid-19

Ao longo dos últimos quatro dias, em fiscalizações realizadas de segunda-feira (19) a noite da última quinta-feira (22), a força-tarefa da Prefeitura, com parceria do Governo do Estado, vistoriou 63 estabelecimentos nos bairros e região central.

Sete locais acabaram interditados e 7 autos de infração foram lavrados, somando R$ 105 mil em multas. As vistorias aconteceram durante Ações Integradas de Fiscalização Urbana (Aifu).

Curitiba segue sob as regras da bandeira laranja, que indica risco médio para a propagação da covid-19, e mantendo as medidas restritivas de combate à pandemia de covid-19 na cidade.

As atividades permitidas e as que estão suspensas no período estão descritas no Decreto Municipal 760/2021, que prorroga até o dia 28 de abril, sem alterações, as regras previstas no decreto 730/2021, da semana passada.

Interdição e multa

Bares, tabacarias, casas noturnas e atividades correlatas seguem com as atividades suspensas, porém foram o segmento mais autuado ao longo desta semana pelo descumprimento às normas. Foram interditados e multados bares nos bairros Boqueirão, Prado Velho e Rebouças.

Apesar de terem alvarás para funcionar como lanchonete e restaurante, os fiscais autuaram dois estabelecimentos, no Boqueirão e na Vila Izabel, flagrados atendendo os clientes como bar. No Tarumã, um restaurante foi interditado e multado pela falta do controle do número de pessoas.

O distanciamento social, com 1,5m entre as pessoas e o uso de máscara seguem como medidas obrigatórias e fundamentais, segundo especialistas da saúde, para evitar a transmissão do novo coronavírus.

Processo administrativo

Todas as pessoas autuadas pelo município têm o direito de recorrer no processo administrativo. Porém, decorridos todos os prazos e ações previstas em lei que prevê a ampla defesa do contraditório, o não pagamento pode resultar na inclusão da pessoa física ou jurídica em dívida ativa no município.

Os recursos advindos da aplicação das multas de fiscalização das medidas anticovid-19 serão aplicados no enfrentamento da emergência em saúde pública.

Desde 5 de janeiro, quando entrou em vigor a Lei 15.799/2021, que responsabiliza e pune quem descumpre as medidas restritivas de enfrentamento à pandemia de covid-19, até quinta-feira (22/4), a força-tarefa da Prefeitura lavrou 761 autos de infração, em 2.247 fiscalizações realizadas com a participação dos fiscais da Secretaria Municipal do Urbanismo (nas Aifus e ações com a Guarda Municipal). Somados os autos ultrapassam R$ 8,4 milhões em multas.

Com informação da Catve e Banda B

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!