Fluminense deslancha no 2º tempo, goleia Madureira e pega Portuguesa na semifinal

Com um time quase todo formado por reservas, de modo que alguns titulares foram preservados de olho no compromisso da Libertadores no meio da semana, o Fluminense deslanchou no segundo tempo e derrotou, de virada, o Madureira por 4 a 1 neste domingo (25), no Maracanã, em duelo da última rodada da fase inicial da Taça Guanabara.

A goleada foi assegurada com gols de Abel Hernández e Bobadilla, atacantes estrangeiros recém-contratados que marcaram pela primeira vez, Ganso e o jovem Gabriel Teixeira, melhor jogador em campo e que mudou a história da partida ao entrar no início do segundo tempo. Ele fechou a vitória com um golaço nos acréscimos. 


 
Com o triunfo de virada, Fluminense terminou a Taça Guanabara na segunda colocação, com 22 pontos, e vai enfrentar a Portuguesa nas semifinais. No outro confronto, o Flamengo, primeiro colocado, vai encarar o Volta Redonda, que ficou com a última vaga no mata-mata. O Madureira tem vaga garantida nas semifinais da Taça Rio e ficou na sexta posição, com 15 pontos, por enquanto. Botafogo e Nova Iguaçu, que jogam à tarde, podem ultrapassar a equipe do Subúrbio carioca.

O Fluminense esquece o Campeonato Carioca por alguns dias e se concentra na Libertadores. Depois de empatar com o River Plate na estreia, o time tricolor vai a Colômbia enfrentar o Santa Fe na próxima quarta-feira, às 21h (horário de Brasília), em duelo da segunda rodada do Grupo D.

Debaixo de um sol forte no Maracanã, o Fluminense fez um primeiro tempo ruim, com muitos erros de passes, pouca efetividade e falhas defensivas. Com uma formação experiente, sem jovens em campo, e com vários atletas com mais de 30 anos, mas muito lenta e desentrosada, a equipe tricolor teve dificuldade para criar e ainda deixou espaços para o rival atacar.

Com um meio de campo pesado, a distribuição foi lenta e facilitou bastante a marcação do Madureira, que se fechou bem e abriu o placar aos 28 minutos, contando com uma falha de Hudson.

No lance, Nivaldo lançou para a área e o volante tentou cortar, mas falhou bizarramente e deixou a bola limpa para Luiz Paulo concluir por baixo de Marcos Felipe. O atacante pouco comemorou, já que se lesionou no momento da finalização e teve de ser substituído.

No segundo tempo, o Fluminense cresceu a partir da entrada do jovem Gabriel Teixeira no lugar de Lucca, que teve péssima atuação. O jovem meio-campista mudou o panorama da partida, foi diretamente responsável pela melhora na produção ofensiva e participou de três dos quatro gols da equipe, que chegou ao empate com Abel Hernández.

O atacante foi lançado em velocidade, se antecipou a Juninho e foi derrubado pelo marcador dentro da área. O próprio uruguaio bateu o pênalti e não desperdiçou para marcar o primeiro gol em seu segundo jogo, sendo o primeiro também como titular.

Aos 25 minutos foi a vez de outro recém-contratado desencantar. Danilo Barcelos cobrou escanteio pela esquerda, Gabriel Teixeira bateu de primeira e Felipe Lacerda deu o rebote nos pés do paraguaio Bobadilla, que mandou para as redes e comemorou muito o seu primeiro gol com a camisa tricolor.

A vitória do time das Laranjeiras, que em alguns momentos foi ameaçada pelo Madureira, se transformou em goleada nos acréscimos. Aos 45, Ganso, que havia acabado de entrar, acionou Danilo Barcelos e correu para a área para marcar de cabeça após cruzamento preciso do lateral-esquerdo.

Três minutos depois, Gabriel Teixeira, o nome da partida, fechou o triunfo com um golaço. O jovem recebeu de Ganso no bico esquerdo da área e finalizou com muita categoria, no ângulo do goleiro Felipe Lacerda, que ficou engessado. Foi o primeiro gol da joia cria de Xerém pelo time profissional.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 4 X 1 MADUREIRA

FLUMINENSE – Marcos Felipe; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Manoel e Danilo Barcelos; Hudson (Yago Felipe), Welligton e Cazares (Paulo Henrique Ganso); Bobadilla (Caio Paulista), Abel Hernández (João Neto) e Lucca (Gabriel Teixeira). Técnico: Roger Machado.

MADUREIRA – Felipe Lacerda; Rhuan (Sampaio), Maurício Barbosa, Edmário e Juninho; Rodrigo Yuri, Victor Feitosa e Nivaldo (Caíque Valdivia); Silas, Natan (Bruno Santos) e Luiz Paulo (Elias). Técnico: Alfredo Sampaio.

GOLS – Luiz Paulo, aos 28 minutos do primeiro tempo. Abel Hernández, aos 14, Bobadilla, aos 25, Paulo Henrique Ganso, aos 45, e Gabriel Teixeira, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Alex Gomes Stefano

CARTÕES AMARELOS – Lucca

PÚBLICO E RENDA – Jogo sem torcida

LOCAL – Maracanã, no Rio.

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!