Fluminense perde para Junior Barranquilla e vai decidir classificaçao contra River Plate

Em uma noite em que pouca coisa deu certo, o Fluminense jogou mal, perdeu por 2 a 1 para o Junior Barranquilla no Maracanã e sofreu a sua primeira derrota na Libertadores. Com isso, desperdiçou a oportunidade de garantir a vaga antecipada ao mata-mata do torneio continental e terá que buscar a classificação contra o River Plate na última rodada da fase de grupos. Valencia e Cetré marcaram os gols do triunfo do time colombiano, que esteve desfalcado de seu principal jogador, o artilheiro Borja. O Flu balançou as redes com Abel Hernández.

 
O Fluminense ainda é líder do Grupo D, com oito pontos, mas pode perder a ponta da chave para o River Plate, que sofre um surto de covid-19 em seu elenco e terá um jogador de linha no gol no confronto com o Santa Fe, quarta, em Buenos Aires. Terceiro colocado, com seis pontos, o Junior Barranquilla se colocou na briga por uma vaga nas oitavas com a importante vitória no Rio de Janeiro. 


 
 
Assim como nos outros dois jogos pela Libertadores no Maracanã, o Fluminense começou perdendo a partida desta terça. O time comandado por Roger Machado jogou para ganhar na etapa inicial, criou boas oportunidades para descer ao vestiário em vantagem, mas desperdiçou todas e ainda foi castigado na parte final do primeiro tempo.

 
As principais jogadas ofensivas do Flu passaram pelos pés de Fred. Na primeira chegada com perigo do time, o goleador acionou Cazares, que deu um belo lançamento para Kayky. O jovem ficou de frente para o gol, mas parou no goleiro Viera.

Depois, Fred deu uma lindo passe de letra para Luiz Henrique e deixou o jovem atacante em boas condições de marcar, mas ele chutou em cima do goleiro. Na sobra, o goleiro Viera apareceu de novo para defender a finalização com força de Calegari.

O Junior Barranquilla respondeu em contra-ataque com Daniel Moreno. O meia arriscou uma bomba de fora da área, a bola desviou no meio do caminho e saiu para escanteio. Se o rival não marcou, os colombianos foram letais no ataque. Aos 34 minutos, Fuentes, na ponta esquerda, cruzou na cabeça de Valencia, que ganhou de Luccas Claro no alto, e cabeceou cruzado, no canto esquerdo de Marcos Felipe para abrir o placar no Maracanã.

 
Na volta do intervalo, o Junior Barranquilla continuou melhor dentro de sua estratégia tática e complicou, e muito, a vida do Flu ao ampliar o marcador cedo, aos quatro minutos. Cetré recebeu na intermediária pelo meio, ajeitou a bola para a perna direita e chutou colocado no canto esquerdo de Marcos Felipe. A bola beliscou o pé da trave e entrou. Belo gol da equipe da Colômbia, que competiu muito mais que o adversário brasileiro fora de casa e deu um passeio tático e técnico até os 25 minutos do segundo tempo.

Depois disso, os anfitriões acordaram a partir das mudanças de Roger Machado, que lançou mão de Caio Paulista, Gabriel Teixeira, Abel Hernández e Nenê. As alterações deixaram a equipe, senão inspirada, ao menos mais competitiva. Três dos jogadores que entraram participaram da jogada que resultou no gol que trouxe esperança para o time carioca.

 
Gabriel Teixeira deu de trivela para Nenê, que invadiu a área pela esquerda e rolou rasteiro para a chegada de Abel Hernández. O atacante uruguaio só teve o trabalho de completar para as redes e diminuir aos 29 minutos. No entanto, ao contrário do que ocorreu semana passada, desta vez o time carioca não conseguiu a virada e, com dificuldades para criar, não incomodou mais os colombianos.

Alerta ligado para a última e decisiva rodada na próxima terça-feira, na Argentina. Antes disso, o Fluminense decide o título do Campeonato Carioca contra o Flamengo, sábado, no Maracanã. No primeiro jogo, houve empate por 1 a 1. Ou seja, haverá pouquíssimo tempo para aparar os erros e corrigir a rota.

FICHA TÉCNICA:

FLUMINENSE 1 x 2 JUNIOR BARRANQUILLA

FLUMINENSE – Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Danilo Barcelos; Martinelli (Bobadilla), Yago Felipe e Cazares (Nenê); Luiz Henrique (Gabriel Teixeira), Fred (Abel Hernández) e Kayky (Caio Paulista). Técnico: Roger Machado.

JUNIOR BARRANQUILLA – Sebastián Viera; Fabián Viáfara, Dany Rosero, Willer Ditta e Gabriel Fuentes; Didier Moreno e Larry Vásquez; Jhon Pajoy (Sambueza), Daniel Moreno (Velasco) e Edwuin Cetré (Piedrahita); Carmelo Valencia. Técnico: Luis Perea.

 
GOLS – Valencia, aos 34 minutos do primeiro tempo. Cetré, aos quatro, e Abel Hernandez, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Roberto Tobar (Chile).

CARTÕES AMARELOS – Calegari, Vásquez, Rosero, Valencia, Sambueza, Yago Felipe

PÚBLICO E RENDA – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

com informação Agência Estado

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!