Gaeco e PM cumprem mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva em ação contra organizações criminosas em Francisco Beltrão

O Ministério Público do Paraná, por meio do núcleo de Francisco Beltrão (Sudoeste do estado) do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou na manhã da sexta-feira (09), a segunda fase da Operação Colete, para o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão e cinco de prisão preventiva.

A investigação apura a prática dos crimes de organização criminosa, corrupção passiva, corrupção ativa, associação para o tráfico, tráfico de drogas e ingresso de aparelho celular em estabelecimento prisional, cometidos por agentes penitenciários, detentos e familiares de detentos. Cumpridos com apoio da Polícia Militar, os mandados tiveram como alvo possíveis membros de organizações criminosas com atuação na Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão que introduziam objetos ilícitos no interior do estabelecimento prisional, utilizando-se de agentes penitenciários.

Os mandados de prisão visaram duas pessoas já reclusas e três contatos da organização fora do presídio, incluindo uma familiar de detentos. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas residências dos investigados, todas em Francisco Beltrão. Foram apreendidos aparelhos celulares e documentos.

Apenas um mandado de prisão não foi cumprido (o alvo está foragido).

Com informação PP News

Todo o conteúdo do site Marechal News não pode ser reproduzido sem autorização prévia. A reprodução total ou parcial, poderá sofrer sanções sob pena de lei nº 9.610, de 19 de Fevereiro de 1998. Portanto, os conteúdos das páginas deste site, não podem ser copiadas, reproduzidas, transferidas, publicadas ou distribuidas, no todo ou em parte, por qualquer meio ou modo, sem a prévia autorização. Seja um parceiro, envie um e-mail solicitando o uso do nosso conteúdo de texto, imagem ou vídeo. Obrigado!